Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

RADAR DO JP


LADRÕES NÃO DÃO FOLGA!

A jovem Taís Elizabete dos Santos, de 28 anos, estava no interior do Hospital das Clínicas, na tarde de ontem (7), quando foi vítima de furto. Numa sala de psiquiatria, ela colocou seu aparelho celular Sansung J-1, dourado, para carregar na tomada. Tomou medicamentos e...dormiu! Ao acordar, notou que haviam furtado o aparelho.

AVALANCHE DE SINDICÂNCIAS

Inauguração da Corregedoria Geral do Município, em setembro de 2014

Todos os dias, o Diário Oficial do Município vem recheado de abertura de sindicâncias contra servidores municipais, atos suspeitos e etc. Essa prática foi intensificada na gestão passada, após a criação da Corregedoria Geral do Município, pelo então secretário municipal da Administração, coronel Marco Antonio. Junto, foi instituído o Código de Ética do Servidor. Aí, o bicho pegou! Em quatro anos, foram cerca de 500 sindicâncias!

BOLO VENCIDO SERVIDO EM ESCOLA

O coronel saiu, mas o ritmo de Sindicâncias segue firme, com a Corregedora Geral do Município, Valquíria Galo. Hoje, por exemplo, foram publicadas novas Sindicâncias. Entre elas, uma para apurar um caso ocorrido no dia 13 de dezembro do ano passado, na Emef Professor Antonio Moral, na Zona Sul.

“Numa situação excepcional, uma aluna recebeu um bolinho industrializado com suas propriedades preservadas (aparência, textura,

sabor, odor) e, ao invés de ingeri-lo, preferiu levar para casa

para partilhar com seu irmão, e a mãe antes de servi-lo aos

filhos observou que a data de validade havia exaurido, fato

este que a mesma veio a comunicar a Direção da

mencionada Unidade Escolar no dia seguinte”, relata a Sindicância, que visa apurar responsabilidades. Estranho é o fato da tal Sindicância ter sido aberta somente seis meses depois do fato. Por que não foi tomada esta providência naquela época? Cabe aí outra Sindicância!

MÉDICO CONSELHEIRO, CESARIANA E PAGAMENTO POR FORA

Outra Sindicância publicada hoje refere-se á reclamação contra um médico que atende na UBS Nova Marília. Ele, supostamente, sugeriu à uma paciente gestante que fizesse parto por cesariana e propôs realizá-lo

num hospital particular e cobraria um determinado valor.

O médico já deu suas justificativas em outro procedimento, mas “considerando todas as informações apresentadas e,considerando a controvérsia existente entre elas”, foi aberta a Sindicância.

ZONEAMENTO E BRONCA

Damasceno ficou bravo e deu bronca no presidente da Matra, Edgar Ferreira

Após a aprovação pela Câmara de um projeto de lei com regulamentação sobre regras de Zoneamento e Uso do Solo, relacionada à Zona Leste da cidade, na sessão camarária passada, o presidente da Casa, Wilson Damasceno (PSDB) deu uma bronca no presidente da ONG Matra, Edgar Cândido Ferreira, que estava presente nas galerias.

Isso porque a tal ONG havia publicado maldosamente um artigo em jornais criticando a postura dos vereadores sobre o referido projeto, acusando os mesmos de completo desconhecimento sobre o assunto, desconfigurando e transformando o Código de Zoneamento em uma colcha de retalhos. Bravo, Damasceno emendou: “e ainda pertence ao Conselho Municipal de Habitação”, referindo ao presidente da Matra, que quis rebater, mas foi impedido de se manifestar.

NOMEAÇÃO

Após a exoneração de Dante Glaucos, o Dante da Alpave, do cargo de coordenador de Políticas Para Idosos, em maio, foi nomeada hoje para a função, Sara Luiz Barbosa da Silva. Esse cargo comissionado é atrelado à Secretaria Municipal da Juventude e Cidadania.

CARGOS EM COMISSÃO E CONDENAÇÃO

A Justiça de Cotia, na região metropolitana de São Paulo, agiu e condenou o ex-prefeito, Carlão Camargo, por ato de improbidade administrativa.

O órgão também suspendeu os seus direitos políticos por quatro anos, além de tê-lo condenado ao pagamento de multa no valor de 46 vezes o valor da remuneração por ele percebida, devidamente corrigida. Isso após uma Ação Cívil Pública do Ministério Público Estadual de Cotia, que investigou a criação de provimento de cargos comissionados de forma irregular. Na maioria dos casos tratava-se de funções técnicas, burocráticas e operacionais passíveis de concurso público, como Assessor Técnico I; Assessor Técnico II; Assistente Jurídico; Comandante e Sub Comandante da Guarda Civil, Chefe de Divisão, Assessor Técnico da Administração, Chefe de Gabinete de Secretaria Municipal, Diretor de Departamento, Coordenador Pedagógico, Diretor de Departamento Educacional; Assessor Técnico III, Consultor Jurídico Adjunto, Consultor Técnico, Assessor Técnico Educacional, Assistente Administrativo e Assessor Técnico de Planejamento e Organização.

PREFEITO DE SOROCABA TAMBÉM SE LASCOU

O Ministério Público Estadual, em Sorocaba, também entrou com uma ação contra o atual prefeito, José Crespo, pedindo a condenação dele por improbidade administrativa e que ele seja penalizado com uma indenização de R$ 76 milhões.

A ação protocolada ainda pede a anulação de 84 cargos de comissão criados este ano e, consequentemente, a exoneração dos funcionários.

De acordo com promotor Orlando Bastos Filho, o prefeito desobedeceu duas decisões do Tribunal de Justiça que já tinha definido que essas nomeações eram ilegais.

Além disso, o MP diz que a criação dos cargos, que são de natureza técnica e deveriam ser ocupados por funcionários concursados, foi feita dias depois que Crespo assumiu a prefeitura, em janeiro passado.

#matrazoneamentosindicanciasmarilia

8 visualizações0 comentário