Buscar
  • Da redação

Organizadores da "1ª Parada Gay" em Marília pedirão apoio ao prefeito Daniel Alonso. &quot


Juliana Belo, organizadora da "Parada Gay" que percorrerá a Sampaio Vidal: pedido de apoio ao prefeito Daniel Alonso

No próximo dia 1° de outubro (domingo), a partir das 10h30, será realizada em Marília a "1ª Parada da Diversidade", reunindo especialmente o movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais). A organizadora do evento e representante do movimento na cidade, Juliana Belo, disse ao JP que além do LGBT, deverão estar presentes representantes de outras minorias, como mulheres, negros e portadores de deficiência. "Será um evento alegre, aberto à toda a comunidade", disse. O lema será "Todos Juntos Por um Mundo Melhor".

O trajeto da "Parada Gay" em Marília será da Prefeitura até o prédio do Ganha Tempo, pela Avenida Sampaio Vidal e adentrando a Avenida das Indústrias, onde haverá palco e som com apresentações artísticas e culturais, com transformistas e outras atrações.

GRITO SUFOCADO NA GARGANTA

Juliana Belo disse que resolveu tomar frente e realizar o evento porque outras pessoas encontraram resistências nesse sentido. "Marília é uma cidade conservadora. Mas estamos com um grito sufocado na garganta. Comprei essa briga para dar visibilidade ao nosso movimento. Chega de hipocrisia, preconceitos e retaliações. Como adoradora de Deus prego o amor ao próximo, independente de quem seja, gays, lésbicas, negros, mães solteiras e outros".

Lésbica assumida e mãe de um filho adotado, Juliana Belo diz que a família contemporânea tem outro perfil. "Não é só aquela família tradicional, com papai, mamãe, filhinho e cachorrinho. A base é o amor, que constrói qualquer família".

PEDIDO AO PREFEITO

Ju belo disse que na próxima semana, ela e uma comissão de organizadores da "Parada Gay" irão até a Prefeitura para entregar um ofício ao prefeito Daniel Alonso, solicitando palco e som para a realização do evento. "Sei da religião dele e que certamente vai negar nosso pedido. Mas queremos entregar o pedido em mãos ao prefeito, não para assessores, porque o evento é da cidade e ele é prefeito de todos", afirmou.

PASTORA

Juliana Belo é pastora e dirigente da Igreja Poder do Renovo, fundada em 2012. "Nosso lema na igreja é o amor ao próximo", disse. Os cultos são realizados aos domingos, as 19h, na Rua Canadá, 1228, no Jardim Vitória, Zona Sul da cidade. Os cultos são na casa da pastora e reúnem entre 30 a 40 pessoas. "Realizamos atividades paralelas, como retiros e o Dia do Abraço", disse Ju Belo. A presidente do segmento LGBT em Marília, Caroline Reis, auxilia Juliana nos trabalhos e lidera o grupo de jovens.

#paradagayMaríliaoutubro

26 visualizações0 comentário