Buscar
  • Da redação

STF concede mordomias e afrouxa prisão de Eike Batista. Toffoli votou a favor da mamata


O corrupto milionário golpista Eike Batista está solto. Toffoli também votou a favor das benesses para ele

A 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu substituir a prisão domiciliar do empresário Eike Batista por recolhimento domiciliar noturno e nos feriados. Ele também deverá comparecer periodicamente em juízo, foi proibido de ter contato com outros investigados e de deixar o país. As benesses foram concedidas por três ministros, entre eles o mariliense Dias Toffoli.

Eike foi preso em janeiro deste ano, por ordem do juiz Marcelo Bretas. Foi parte da operação Eficiência. Bretas se baseou na suspeita de que o empresário teria pago US$ 16,5 milhões em propina ao ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O esquema de corrupção teria lavado pelo menos US$ 100 milhões para pessoas próximas a Cabral.Em abril, foi posto em prisão domiciliar por decisão do ministro Gilmar Mendes.O julgamento da Turma foi por unanimidade. Apenas os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski estavam presentes. Edson Fachin e Celso de Mello não participaram.


0 visualização0 comentário