Buscar
  • Da redação

PROJETO: Emdurb explica que motocicletas estacionadas em bolsões não pagarão Zona Azul


O presidente da Emdurb, Valdeci Fogaça de Oliveira, explicou ao JP que motocicletas que estiverem estacionadas em bolsões não precisarão pagar tarifas de Zona Azul. "O estacionamento de motocicletas ou motonetas foras dos bolsões será opcional e, nesses casos, deverá haver a necessidade do uso do sistema de Zona Azul", disse.

Fogaça acrescentou que também não haverá mudança nos bolsões de estacionamentos reservados para mototaxistas.

Motocicletas estacionadas fora dos bolsões, mas com autorização da Zona Azul, não serão autuadas pelos agentes de fiscalização do trânsito.

"Na prática, haverá pequenas mudanças. Apenas será informatizado e regulamentado o sistema de Zona Azul que funciona há longas décadas em Marília".

SISTEMA DIGITAL

Valdeci Fogaça, presidente da Emdurb: "modernização e melhorias no sistema"

Quanto ao sistema digital, que deverá substituir as cartelas de papel da Zona Azul por cartões ou aplicativos, o presidente da Emdurb afirmou que será feito de forma gradativa. "Não vamos implantar modificações bruscas, que dificultem o atendimento à parte dos usuários da Zona Azul. Nossa proposta é modernizar e melhorar o sistema, facilitando a vida da população.Não haverá pressa nas mudanças, mas um trabalho racional e de melhor qualidade para os usuários", afirmou.

Sobre os cerca de 40 legionários que atuam na venda de cartelas na Zona Azul em Marília, ele disse que poderão ser absorvidos em outros setores da Prefeitura.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA

Conforme divulgado hoje com exclusividade pelo JP, um Projeto de Lei que modifica o sistema de Zona Azul deverá ser votado pela Câmara de Marília.

O Projeto de Lei enviado pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB), prevê alterações no sistema de estacionamento da Zona Azul aqui na cidade. Entre as novidades, está que haverá cobrança de tarifas da Zona Azul para motos e motonetas, com valores de até 1/3 doa valor cobrado para veículos (R 1 para uma hora e R$ 2 para duas horas).

O projeto cita a possibilidade de concessão dos serviços para empresa terceirizada.

Outra novidade é que os preços das tarifas da Zona Azul em Marília poderão variar em cada rua, que serão definidas por categorias. A divisão das ruas por categoria será definida por decreto do prefeito.


3 visualizações0 comentário