Buscar
  • Da redação

Onda de furtos de veículos assola a cidade! Levaram mais três Gols nas últimas horas. Já são 16 caso


Mais três veículos foram furtados durante a madrugada desta quarta-feira (24) em Marília. Com isso, já são seis veículos furtados somente esta semana e 16 desde o início do mês. No ano passado, foram 271 casos de furtos de veículos em Marília, conforme estatísticas da secretaria estadual de Segurança Pública.

Levaram na madrugada de hoje um Gol, ano 1988, placas BZY-8229, pertencente a Mitsuino Inowe. O carro estava estacionado na Rua Hermes da Fonseca, no Bairro Palmital, Zona Norte da cidade.

Outro Gol, branco, ano 1996, placas CDZ-9173, foi furtado na Rua Edgar Pimentel, no Bairro Jânio Quadros, também na Zona Norte. O veículo pertencia a Valdir Wilson Batista.

Já o terceiro Gol foi furtado na noite desta terça-feira (23) na Rua dr. Próspero Cecílio Coimbra, no Campus Universitário. Trata-se de um Gol, branco, ano 2014, placas CGC-1921, de Garça, pertencente ao operador de marketing João Pedro Malange Manflin, de 23 anos.

OUTROS CASOS

No sábado (20), furtaram um Santana, branco, ano 1995, pertencente ao montador João Paulo Isaias de Oliveira, de 26 anos, residente em um condomínio na Rua Francisca Nogueira, região do Bairro Figueirinha, na Zona Norte da cidade.

Ele encontrou o veículo horas depois abandonado às margens da SP-333, próximo ao Posto Gigantão. Estava com o motor sem funcionamento. Ele relatou que o motor fundiu ou foi danificado.

No domingo, furtaram o Gol, ano 1986, verde, pertencente a Silvio Luiz. O carro estava estacionado defronte à residência, na Rua Piracicaba, na Zona Norte.

Na tarde desta segunda-feira (22), furtaram a Parati, verde, ano 1986, pertencente ao industriário Nilson Aparecido Pena, de 41 anos. Ele estacionou o carro na Avenida das Indústrias, próximo à Cooperativa Sul Brasil, por volta das 15h e quando foi pegá-lo, por volta das 19h, descobriu que o mesmo havia sido furtado.

Já na madrugada desta terça-feira (23), furtaram o Voyage, cinza, ano 1987, pertencente ao pintor Benedito Gabriel da Silva, de 58 anos. Ele relatou na CPJ que deixou o carro estacionado defronte sua casa, na Rua Augustinho Jota, no Núcleo Tóffoli, na Zona Sul da cidade, por volta da meia noite e as 4h da madrugada notou que o carro havia sumido. Dentro do veículo, estava a carteira do pintor, com documentos e cartões de crédito.

A preferência de veículos com média de 20 a 30 anos de uso, segundo especialistas,. é porque os mesmos são fáceis de abrir e dar partida (com chave mixa ou ligações diretas). Os veículos mais novos, com média de dez anos de uso, possuem chaves codificadas, o que dificulta os furtos. As peças dos veículos mais antigos, como baterias, rodas, pneus e alguns acessórios são, geralmente, receptados por desmanches clandestinos.


1 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo