Buscar
  • Da redação

Obras de unidades de saúde abandonadas completam mais de um ano na atual gestão. Calotes da Prefeitu


As obras daquela que seria a USF (Unidade de Saúde da Família), no Jardim América, na Zona Oeste de Marília (que atenderia também o Condomínio da Alimentação), continuam abandonadas. Foram gastos aproximadamente R$ 400 mil nas obras, que tiveram 62% concluídos.

Para tentar amenizar a situação, a Prefeitura alugou um imóvel improvisado e sem conforto aos usuários na região, com custo de R$ 1 mil mensais.

A construção da USF do Jardim América, localizada na Rua Odair Vidoto Manzon, foi iniciada em maio de 2016 e paralisada em outubro, na gestão do ex-prefeito Vinícius Camarinha,. após ele ser derrotado nas eleições daquele ano. A gestão de Daniel Alonso também largou tudo.

A empresa que vinha executando as obras, a Zanutech Construções, alegou que tomou calote da Prefeitura e por isso abandonou os serviços. O prazo para entrega da Unidade estava previsto para fevereiro de 2017, ou seja, há um ano!

A obra foi orçada em R$ 763.663, 58, mediante repasses do Governo Estadual e contrapartida de R$ 86 mil da Prefeitura. O local, assim como outras Unidades com obras abandonadas, virou abrigo de bandidos, moradores de rua e usuários de drogas, além de abrigar lixo, entulhos e animais peçonhentos. Exatamente o contrário do que deveria ser a Saúde pública!

O JP encaminhou uma demanda nesse sentido à Assessoria de Imprensa da Prefeitura. No dia 9 passado, obteve a seguinte resposta:

"A Prefeitura de Marília informa que o processo de Tomada de Preço nº 003/2017, visando contratação de empresa para fornecimento de material e mão de obra para construção de USF Jardim América IV, já está concluído.

Contrato já foi assinado e publicado. A previsão é que a ordem de serviço seja assinada na próxima semana. O prazo para a conclusão das obras, que encontram-se paradas desde outubro de 2016, é de sete meses a partir da ordem de serviço"

OUTRAS OBRAS DE UNIDADES DE SAÚDE ABANDONADAS NA ZONA SUL

Outra USF, no Jardim Marajó e Jardim Santa Paula, na Rua Clemente Ribeiro, Zona Sul da cidade, também deveria ter sido concluída pela mesma empreiteira e nos mesmos prazos. A Unidade do Marajó custaria, pelo contrato, R$ 708.764,87, com contrapartida de R$ 303 mil da Prefeitura. As obras lá, assim como a USF do Jardim América, continuam abandonadas, com portas arrombadas, alambrados e estrutura quebrados e deteriorados.Foram gastos cerca de R$ 400 mil nas obras, que teriam vinte salas para atendimento e estavam com 65% do projeto concluídos. Nesta região da cidade, os moradores que dependem de atendimento médico são obrigados a caminhar quase dez quilômetros até outra unidade.

ABANDONO TAMBÉM NA ZONA NORTE

Mais uma Unidade de Saúde com obras abandonadas em Marília está localizada no Parque das Nações. Atenderia também os Bairros Santa Antonieta 3 e 4 e o Núcleo Marina Moretti. O prédio inacabado e já deteriorado, fica na esquina das Ruas Leonor Mazali e Américo Capelozza.

Neste caso, a justificativa da Prefeitura (que augou um imóvel naquela região para abrigar a USF) é que as obras foram liberadas pelo Ministério da Saúde em 2014, mas o início da construção atrasou e a gestão passada deu calote na construtora que executava os serviços. "Diante da necessidade, a Secretaria da Saúde persiste em tratativas junto ao órgão federal para que seja deliberada a prorrogação do prazo e as obras possam ser reiniciadas".

O presidente da Associação de Moradores da Zona Norte (A-Socianorte), Altair Vieira, protocolou um documento junto à Promotoria Pública,no mês passado, denunciando o abandono das obras e questionando o pagamento de aluguel para outro prédio, na Rua Antonio Spressão. "O dinheiro gasto com esses aluguéis poderia estar sendo investido na conclusão da obra abandonada", relatou o documento levado ao MP.


6 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo