Buscar
  • JPNEWS

Cenipa investiga causas da queda de avião que matou pecuarista da região. Acidente foi em Brasilândi


O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) iniciou o trabalho de apuração sobre o acidente que resultou na queda de uma aeronave no município de Brasilândia, na manhã de terça-feira (27).

O piloto e proprietário do avião, identificado como Danilo Carromeu Domingues, morreu no local, conforme divulgou o site JPNews.

Pouco antes da queda, que é estimada de ter ocorrido por volta das 10h, o piloto entrou em contato com uma torre de controle em Curitiba (PR) para informar que estava com problemas no voo. Base aérea da cidade paranaense acionou os Bombeiros de Três Lagoas para prestarem socorro. O Cenipa, responsável pela apuração do acidente, vai verificar quais problemas teriam sido relatados pelo piloto.

No local da queda, um capataz da fazenda São José da Alvorada foi o primeiro a chegar e ele quem acionou a Polícia Civil de Brasilândia sobre o caso, informou o JPNews.

Segundo verificado, o avião de Danilo Carromeu Domingues estava registrado no nome dele na Agência Nacional de Aviação (ANAC). O fabricante é Beech Aircraft, modelo foi fabricado em 1972 e tinha autorização para voo até mesmo noturno. A manutenção (certificado de aeronavegabilidade) estava válida até 22 de maio de 2020.

O pecuarista tinha saído de Presidente Prudente (SP), onde morava, e seguia para uma fazenda de sua propriedade em Rio Verde (GO).

O delegado Thiago Passos, de Brasilândia, e três investigadores foram para o local da queda no começo da tarde. A reportagem tentou contato, mas ele não atendeu as ligações. A região também seria de difícil acesso para sinal de telefonia.


0 visualização0 comentário