Buscar
  • Da redação

Com voto favorável de Tofolli, STF acata pedido da defesa e indica habeas corpus ao ex-presidente Lu


Com voto favorável do ministro mariliense Dias Toffoli, o plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), acatou o pedido da defesa para concessão de habeas corpus em favor do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, que já foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal).

Lula, pela decisão, deve iniciar a execução da pena após esgotados todos os recursos ainda no âmbito do TRF-4, o que acontecerá no próximo dia 26.

Toffoli disse em suas justificativas que estava conhecendo do habeas corpus, embora tivesse o desejo de acompanhar o relator, ministro Edson Fachin, que se posicionou contra a concessão do habeas corpus ao ex-presidente.

Toffoli afirmou que o tribunal "está dando conta" da análise dos habeas corpus, pois é essa a função do tribunal, ressaltando ainda que que o STF está recebendo uma quantidade de habeas corpus como nunca antes.

Votaram a favor do pedido de Lula, ainda, os ministros Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Celso de Melo e Ricardo Lewandowski. Contra o habeas corpus, se posicionaram, além do relator Edson Fachin, os ministros Luis Roberto Barroso, a presidente do STF, Carmem Lúcia e o ministro Luiz Fux. O ministro Edson Fachin, embora tenha apresentando parecer contra o habeas corpus, ainda não proferiu seu voto em plenário.

O mérito do pedido de habeas corpus, entretanto, será julgado em sessão marcada para o dia 4 de abril. Até lá, o ex-presidente não poderá ser preso, caso o TRF-4 expeça o mandado de prisão contra ele, pois o STF concedeu uma liminar, na sessão de hoje, impedindo tal prisão.


0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo