Buscar
  • Da redação

"Transformaram uma pulga em um elefante", diz Camarinha, sobre decisão do TJ. "Vamos


"Querem de qualquer maneira tirar o Camarinha das eleições, mas não vão conseguir", disse o deputado Abelardo Camarinha (PSB), sobre a decisão do Tribunal de Justiça do Estado, nesta quarta-feira (25), que transformou em pena alternativa e multa, uma condenação de 6 anos de reclusão em regime semiaberto.

"Todos os anos de eleições surgem esses casos e perseguições contra o Camarinha. Não conseguem me vencer nas urnas e querem ganhar no tapetão. Em 2014, divulgaram que eu estava cassado, que tinha perdido de seis a zero no Tribunal de Justiça. Fizeram um carnaval com manchetes em jornais e sites. Tudo manipulado, invenções de adversários políticos derrotados por nós nas urnas. Ganhei as eleições com quase 80 mil votos. Fui absolvido por unanimidade no TSE e estou cumprindo o meu mandato, trabalhando", lembrou o parlamentar.

Camarinha falou que desde 1982, quando venceu a eleição para prefeito, acontecem essas armações e manipulação políticas contra ele. "O fato é que nesses trinta anos, depois de ser eleito vereador, fui eleito prefeito três vezes e cinco vezes deputado, com quase meio milhão de votos somados nessas eleições. Votos de pessoas humildes, que sempre foram beneficiadas com o nosso trabalho, conquistando casas próprias, mais postos de saúde, escolas, creches, assistência social, ambulâncias, viaturas para as polícias e melhorias nos bairros. Esse povo, esses eleitores que sempre nos deram as vitórias nas urnas e isso irrita e incomoda os nossos adversários políticos, que armam essas denúncias infundadas para criar onda de boatos e ataques contra o Camarinha".

ÓDIO E PERSEGUIÇÃO

Ele disse que o caso em questão foi sobre uma funcionária contratada pela Prefeitura,e m 2004. "O secretário da Administração na época declarou que o Camarinha não tinha nada haver com a contratação da funcionária, que recebia R$ 1 mil por mês e ficou apenas seis meses na Prefeitura",

O deputado ressaltou que o caso está prescrito. "Eles vêm com um caso de 14 anos atrás,que está prescrito. Isso é ódio e perseguição contra o Camarinha. Querem nos tirar das eleições, mas não vão conseguir, pois teremos novamente, votação estrondosa em Marília e região. Mas vamos reverter isso no Tribunal de Justiça e se não for acatado, vamos reverter no STj e no STF. Isso é perseguição a um homem que trabalha há 30 anos por Marília. Estão tentando cometer uma injustiça contra o Camarinha e transformando uma pulga em elefante".

Camarinha voltou a considerar "muito estranha essa decisão judicial. A simples contratação de uma funcionária por seis meses, por um secretário na época, há mais de 14 anos e surge esse caso agora, para nossa surpresa. Mas estamos tranquilos, seguimos trabalhando firme e vamos reverter isso, que está prescrito.Chegaremos nas eleições de outubro como uma Ferrari".

A decisão do Tribunal de Justiça ressaltou que qualquer sentença nesse caso só terá efeito após o trânsito em julgado, ou seja, após esgotadas todas as instâncias, no próprio TJ e nos Tribunais Superiores, em Brasília, trâmites que podem levar até cinco anos.


0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo