Buscar
  • Da redação

Promotor busca informações de mães para mover ação e obrigar a Prefeitura a criar vagas em creches.


O promotor de Defesa dos Direitos Constitucionais do Cidadão, José Alfredo de Araújo Sant'Anna, está solicitando informações de mães que trabalham fora para formatar um ação civil pública para obrigar a Prefeitura de Marília a abrir vagas e estabelecer novos horários de funcionamento em creches da cidade. Ele esteve na Rádio 950 solicitando apoio na busca de informações visando a solução do problema.

O promotor afirmou já ter informações que as creches abrem as 8h e fecham as 16h30. "Aprofundei as informações e ocorre que as mães, em grande parte, entram as 8h em serviço e elas chegam atrasadas no serviço. Como saem as 18h e as crianças são liberadas das creches às 16h30, elas não têm com quem deixar as crianças.Isso está errado", disse Sant'Anna. Ele comentou também a questão dos pontos facultativos na Prefeitura (quando as creches não abrem).

Ele afirmou já ter "recebido informações, que são ruins" que faltam vagas nas creches. "Isso é igual dar de mamar para bebês: não pode faltar leite, tem que sobrar".

'NÃO PODE EXISTIR FILAS DE ESPERA"

O promotor disse ainda ter recebido informações do Sindicato da Alimentação que 60% das pessoas que trabalham no período noturno são mulheres. "Por isso, preciso saber informações de mães sobre onde trabalham, o horário que trabalham e qual creche seria melhor para elas. Vamos enfrentar esse problema para resolver, mas preciso de dados para mover a ação e condenar a Prefeitura a finalizar a tal fila de espera nas creches. Têm que ter vagas sobrando, não pode existir filas de espera. Se faltam vagas é deficiência do Poder Público", disse Sant'Anna.

As mães que têm qualquer tipo de problema ou necessidades em relação ás creches, devem ligar no telefone da Promotoria Pública e passar essas informações. Devem ligar no telefone 3413-5302.

O promotor lembrou que é dever do Estado dar proteção às famílias e a criança é prioridado. Ele já ouviu o secretário municipal da Educação, Helter Bochi, sobre o problema. "Ele expôs as dificuldades dele", resumiu Sant'Anna. "Vou coletar as informações, mover a ação e cobrar a obrigação do Poder Público, obrigando a Prefeitura a criar vagas nas creches. O pior problema é das mães que trabalham a noite, mas vou enfrentar esse problema".


3 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo