Buscar
  • Da redação

RADAR DO JP


PADILHA É "CIDADÃO MARILIENSE"

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que foi centro das atenções durante a greve dos caminhoneiros, é "cidadão mariliense". A "honraria" foi concedida a ele em 1998, pelo então vereador Euflásio Girotto (PSC). Na época, Padilha era ministro dos Transportes e prometia fazer a duplicação do trecho urbano da BR-153 (Avenida Jóquei Clube) em Marília. A obra só foi iniciada em 2013 e ficou pronta em 2014. Padilha nunca veio a Marília receber a homenagem.

CACHIMBO DA PAZ?

O presidente da Câmara de Marília, Wilson Damasceno (PSDB), baixou o tom sobre as críticas à administração do prefeito Daniel Alonso (PSDB). Coincidentemente, cargos comissionados ligados a ele, que haviam sido exonerados em março, foram renomeados.em maio. EM TEMPO: em março, 31 cargos comissionados ligados a vereadores foram sumariamente exonerados pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB), logo após a Câmara ter aprovado um projeto de lei de autoria de Damasceno, que impediu a Emdurb de instalar radares na cidade através de empresas terceirizadas.

ESPECIALISTA NO BURACO

O policial militar reformado e especialista em trânsito, Marcos Farto, está movendo uma ação por danos materiais contra a Prefeitura de Marília, após ter caído com sua motocicleta em um buraco na Rua das Roseiras (que passa em frente o Supermercado Confiança/Sul).

CAMARINHA DE MOTOTÁXI

O então prefeito Camarinha sanciona projeto de funcionamento do serviço de mototáxi no Paço Municipal e depois desfila na garupa de mototaxista pela cidade, em meados de 1997

O deputado Abelardo Camarinha (PSB) disse que, em meio à crise do desabastecimento de combustíveis, solicitou o serviço de Uber na Capital paulista, mas não foi atendido. "Tivemos que pegar mototáxi", afirmou ele, em entrevista à Rádio 950. EM TEMPO: pelo menos publicamente, Camarinha andou de mototáxi em meados de 1997, quando em seu segundo mandato de prefeito, sancionou a lei que autorizou serviços desta natureza em Marília. Após a assinatura, no Paço Municipal, mototaxistas sairam comemorando em comboio pela cidade, levando o prefeito na garupa.

CANONIZADO

Morreu no último dia 25, o empresário J. Hawilla, dono da TV TEM (retransmissora da Globo). A emissora deu grande ênfase à trajetória empresarial do falecido. Mas não fez nenhuma citação ao fato dele ter sido o pivô e figurar como réu no maior escândalo de corrupção na Fifa, envolvendo esquema de propinas na Conmebol e na CBF. J. Hawilla teve, inclusive, prisão decretada nos EUA e retornou para o Brasil em fevereiro deste ano. EM TEMPO: a TV TEM, que fala e cobra tanto moralização e posturas de agentes públicos, neste caso, sentou em cima do rabo.

PROBLEMA COMPLEXO E AULAS PRÁTICAS

O JP recebeu diversas reclamações sobre buracos no Complexo de Trânsito, na Zona Sul. EM TEMPO: vejam o lado bom. Como a situação pelas ruas da cidade estão na mesma situação, os alunos das auto escolas já vão aprendendo a dirigir desviando dos buracos.

VERBAS PARA OS JOGOS

A Câmara de Marília votará na próxima segunda-feira (4) um projeto de Lei da Prefeitura, que pede autorização para gastar R$ 450 mil com os Jogos Regionais, que serão realizados no próximo mês, aqui na cidade.

CADÊ ELES?

Dois fortes candidatos ao Governo de São Paulo, este ano, João Dória (PSDB) e Paulo Scaf (PMDB), agendaram visita a Marília, mas deram os canos. Quando será que eles vão dar as caras por aqui? Ontem (1°), o governador Márcio França (PSB), candidato à reeleição, passou aqui pela região (Assis e outras cidades), mas também não pisou os pés em Marília.

MAMATA

A Câmara de Marília aproveitou a onda da greve dos caminhoneiros e fechou as portas logo na quarta-feira (30). Emendou com o feriadão e esticou a folga em cinco dias seguidos.

MICROFONE CORTADO?

Marcos Juliano com o enrolado Paulinho da Força

O presidente local do Solidariedade, Marcos Juliano, ficou de biquinho calado sobre o novo escândalo envolvendo o presidente nacional do partido, deputado federal Paulinho da Força, apontado como um dos cabeças de uma organização criminosa, com práticas de corrupção e lavagem de dinheiro em esquema de concessão fraudulenta de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho. A Polícia Federal vasculhou até o gabinete de Paulinho da Força, na Câmara Federal. Registros sindicais fraudulentos eram "concedidos" por até R$ 8 milhões.

PREFEITURA DE MARÍLIA VAI REFORMAR PONTES DE ECHAPORÃ A Prefeitura de Marília prorrogou um edital de licitação para construção de cabeceiras da ponte localizada na estrada municipal de Echaporã – ECH 010 – Córrego Água da Fanchona – Echaporã. A prorrogação vai até o próximo dia 19. Estranho que Echaporã fica 41 quilômetros distante de Marília.

CONTAS ABERTAS

A Câmara de Marília colocou "à disposição para consulta e apreciação pelos cidadãos e instituições da sociedade, as contas da Prefeitura Municipal de Marília, referentes ao exercício financeiro de 2014". EM TEMPO: as tais contas, relativas à gestão do ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB), foram rejeitadas pela Câmara na semana passada e encaminhadas ao Ministério Público.

.


32 visualizações0 comentário