Buscar
  • Da redação

Polícia Civil prende rapaz pedófilo que ia se encontrar com garota de 11 anos no Bosque Municipal, e


EXCLUSIVO

Um rapaz de 20 anos de idade (cuja identidade não foi divulgada, apenas as iniciais, D.S.F), residente na Zona Norte de Marília, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na tarde desta sexta-feira (27), no Bosque Municipal de Marília, acusado de assédio contra uma garotinha de 11 anos, residente no Bairro Santa Antonieta, também na Zona Norte da cidade.

Ele, que mora com um tio e o avô e tem antecedentes criminais, segue preso e deverá passar por audiência de custódia no Fórum de Marília, neste sábado. A prisão do rapaz foi feita por uma equipe de plantonista e da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Marília.

O CASO

A mãe da garota conversou com o JP após o flagrante. Ela é casada e tem outros três filhos, de 21, 17 e 9 anos. Disse que a menina fez contatos com amigas pelo Facebook e postou o número de seu celular (com Whatsapp).

"Ela é inocente para essas coisas. Aí, um rapaz mandou uma mensagem dizendo que tinha gostado dela e do perfil dela. Então ela não conversou mais com ele me passou o celular. Eu continuei conversando com o rapaz, como se fosse minha filha", contou a mãe da menina.

"Eu disse que era gordinha. Ele falou que gostava assim e dizia muitas besteiras. Disse que já tinha saído com outras meninas de 11 anos e que tinha ido no campo e com duas no Bosque. Falou que achava melhor no Bosque porque lá não tem câmeras e ele podia ensinar muitas coisas. Disse que nos outros lugares não deu pra fazer nada com as meninas porque tinha câmeras".

A mãe da garota disse que procurou pela CPJ (Central de Polícia Judiciária) na tarde de ontem para prestar queixa. "Mas eu fui maltratada por uma moça lá, que disse que não tinha necessidade de fazer a ocorrência por que eu não tinha provas e não houve estupro".

Ela contou que foi embora, mas decidiu voltar na CPJ hoje pela manhã, de novo. "Aí, um rapaz me disse que como não houve estupro de vulnerável, nem fotos, não precisava fazer nada. Mas, felizmente, a delegada Márcia foi bem atenciosa e decidiu que iria prender o rapaz em flagrante e foi isso que aconteceu no Bosque".

A mãe afirmou que ficou frente a frente com o acusado, na DDM. "Falei que tinha vontade de matar ele e falei um monte de coisas, eu estava muito nervosa. Ele ficou quieto e não respondeu nada".

A avó da criança, que também mora no Bairro Santa Antonieta, disse que foi um terror vivido pela família entre ontem até a prisão do pedófilo. "Por isso eu alerto que as mães, a família, tem que ficar atentos no que as crianças e adolescentes e ficam vendo e falando no celular e na internet. De repente, acontecem essas maldades com a família da gente, dentro da nossa casa", alertou.


194 visualizações0 comentário