Buscar
  • Da redação

BADERNA: morador de rua tenta matar outro a facadas, durante briga na Praça Athos Fragata. Populares



Região da Praça Athos Fragata: infestada de mendigos, desocupados e noias


As região da Praça Athos Fragata, em Marília, incluindo a rotatória da Emdurb e imediações, continua infestada de desocupados, bandidos, moradores de rua e noias. Pedestres são importunados, assim como motoristas que param nos semáforos naquela região.

No mais recente caso policial desta natureza (veja abaixo) um advogado foi agredido após recusar dar dinheiro para um desocupado.

A coisa tá feia e na noite desta sexta-feira (24), por volta das 20h, um morador de rua tentou matar outro a facadas, durante uma briga na Praça Athos Fragata. A Polícia Militar foi acionada e prendeu em flagrante Luiz Antonio da Silva, de 28 anos, vulgo Magrão, sem residência fixa.

Embriagado, ele discutia com uma companheira. quando Willians Aparecido dos Santos, de 38 anos, também morador de rua, tentou intervir. Acabou sendo atingido com golpes de faca no abdômem. Policiais conversaram com ele no H.C, antes do mesmo seguir para cirurgia. A faca utilizada no crime não foi encontrada.

Foi socorrido pelo Resgate do Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital das Clínicas, onde permanecem internadas. Magrão foi conduzido à CPJ e autuado em flagrante por tentativa de homicídio.



ATAQUES À POPULAÇÃO



O advogado Luiz Carlos Clemente foi atacado no semáforo


O desocupado Emaykow Ferreira da Silva, de 29 anos, foi preso em flagrante no início da noite de segunda-feira (20), acusado de extorsão.

Morador de rua, ele vive perambulando pela rotatória da Praça Athos Fragata, importunando veículos que param nos semáforos. O advogado Luiz Carlos Clemente, 65 anos, acionou a Polícia Militar, após esse elemento lhe pedir dinheiro no semáforo e, sob recusa, passou a ofender o advogado com palavras de baixo calão e ameaças de "vou te quebrar".

A vítima, com medo, ergueu os vidros do carro, mas o meliante passou a dar socos no vidro da porta do motorista.

Ao averiguar o malandro, policiais militares constaram que ele estava com um dedo inchado, pelos socos.

O advogado disse que a máquina elétrica do vidro da porta apresentava problemas, após o ocorrido. O desocupado recebeu voz de prisão e foi encaminhado à CPJ, sendo autuado em flagrante por extorsão.

OUTRO CASO

Em caso anterior, também registrado na CPJ, o aposentado Luiz Franco, de 54 anos, relatou que um elemento o atacou quando ele parou seu veículo por volta das 21h no semáforo da Praça Athos Fragata.

O indivíduo trajava uma jaqueta e por baixo da roupa fazia menção de estar armado, ameaçando o aposentado. Ele,que estava com um filho menor chorando no banco traseiro, tentou sair com o veículo, andou alguns metros, pois o sinal estava fechado, mas foi abordado novamente.

Apesar de forçar a maçaneta do carro, o larápio não conseguiu o intento. O motorista acionou a Polícia Militar e passou as características do elemento. Em patrulhamento pelas imediações, policiais prenderam Alessandro Aparecido Moreira, de 33 anos, residente em Garça.









56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo