Buscar
  • Da redação

Estrutura modelo de Educação criada pelo ex-prefeito Camarinha continua rendendo boas avaliações par


Camarinha: três vezes prefeito e criação da Rede modelo de Educação para o país

Mais uma vez, Marília aparece com ótimos índices na avaliação da Rede Municipal de Ensino. Dados relativos a 2017 apontam que a cidade obteve nota 7,2 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), a maior desde que o índice foi criado em 2007, superando as médias do Estado de São Paulo (6,5) e do Brasil (5,5).

É óbvio que uma Rede de Ensino de qualidade não se cria do dia para a noite. Nem tampouco em um ano de mandato (2017). O prefeito Daniel Alonso (PSDB) divulgou a conquista do Ideb como fruto da gestão dele. Politicagem!

Em 2017, primeiro ano da gestão dele, a Rede Municipal de Ensino foi destaque negativo em nível nacional, com o escândalo da perda de 7 toneladas e carnes da merenda escolar. Este ano, as crianças das Emeis não receberam kits escolares nem os uniformes. Ficaram ainda sem os tradicionais ovos de Páscoa.

Ora, como uma gestão decadente desse jeito poderia obter boa avaliação na área de Educação? E não recebeu mesmo!

A avaliação do Ideb está concentrada no todo, ou seja, na estrutura da Rede Municipal de Educação. E aí entra a história de trabalho e gestão do ex-prefeito Abelardo Camarinha, que em suas três gestões bateu todos os recordes de construções de escolas, creches, Emis e Emefs.

Na gestões dele, Marília ganhou todos os prêmios na área da Educação. Camarinha criou cursos de capacitação e valorizou professoras, diretoras e servidores da área da Educação, que tanto se dedicaram e se esforçam para manter o padrão de qualidade na Rede Municipal de Educação.

SHOW DE EDUCAÇÃO

Marília também apareceu em pesquisa da Revista Exame (Editora Abril - Índice Firjan) entre as 11 cidades do Estado "que dão um show em Educação". Os levantamentos foram referentes ao ano de 2016 (gestão de Vinícius Camarinha).

Todas as cidades que ficaram à frente de Marília, têm população bem menor, como Aspásia (cerca de 2 mil habitantes), Taguaí (cerca de 13 mil habitantes), Birigui (120 mil habitantes), Santa Fé do Sul (30 mil habitantes) e outras. Marília é a única da lista com mais de 200 mil habitantes, ou seja, requer uma estrutura bem maior e mais custos para investimentos e manutenção.

No Oeste Paulista, apenas Marília figurou no ranking de qualidade da Educação.

REDE MODELO PARA O BRASIL

Entrega da Emei Balão Mágico, na primeira gestão de Camarinha (83/88)

e na Emef Nelson Gabaldi,na segunda gestão (97/2000)


Foi a partir da década de 80 que Marília iniciou a expansão na Rede Municipal de Educação, com mais investimentos na estrutura e qualidade de ensino, além da capacitação de professores.

Na primeira gestão do prefeito Abelardo Camarinha (83/88), foram construídas 18 Emeis/Creches e criadas as formaturas coletivas das Emeis, no Estádio Municipal.

A expansão continuou nas gestões dele entre 1997 e 2004, com a municipalização da Educação e a construção e ampliação de novas Emeis/Creches e construção de berçários e 13 novas Emefs (Ensino Fundamental).

Crianças recebidas no gabinete e o prefeito Camarinha nas escolas, entregando uniformes

e kits escolares, além de melhorias nas Emeis e Emefs



GANHOU TODOS OS PRÊMIOS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO

Nas três gestões de Camarinha, Marília ganhou todos os prêmios em Educação, como o Título Cidade Amiga da Criança (Unicef), Instituto Ayrton Senna, Fundação Branco do Brasil, MEC e outros.

Eficiência que contribuiu decisivamente para Marília alcançar o primeiro lugar em desenvolvimento no Estado (pesquisa USP) e 84,4% de aprovação do governo Camarinha, na época (Pesquisa Isto É), além do Prêmio de Melhor Gestor (Sebrae).

Esses investimentos da base da Educação consolidaram Marília como referência nacional de qualidade na área. Além das Emeis e Emefs, ainda houve parcerias da Prefeitura que fortaleceram entidades como o Educandário Bento de Abreu, a Apae e outras.

Camarinha também construiu nove Casas do Pequeno Cidadão, que funcionaram como aporte, abrigando e formando milhares de crianças e adolescentes no contraturno escolar.

Formaturas das Emeis no Estádio Municipal, iniciadas na gestão Camarinha em 1984 (foto à esquerda)


Prefeito Camarinha recebendo o carinho de crianças e pais de alunos das Emeis









26 visualizações0 comentário