Buscar
  • Da redação

Apartamentos da Via Expressa do Pombo foram entregues pela CDHU


Foram entregues na manhã deste sábado (8), os 80 apartamentos da CDHU na Via Expressa do Pombo. No ato, setenta apartamentos contemplaram funcionários públicos municipais e dez foram para servidores estaduais.

Centenas de pessoas e autoridades participaram das solenidades, entre elas o presidente estadual da CDHU, Humberto Schmidt. "É um momento muito especial, pois há mais de dez anos as famílias contempladas esperavam por esses imóveis", disse o diretor regional da CDHU em Marília, engenheiro Antonio Carlos Nasraui, o Ninho. Foi após a nomeação dele como diretor do órgão em Marília, há quatro meses, que as obras do conjunto de apartamentos foram aceleradas e finalizadas, possibilitando a entrega na manhã deste sábado. O coordenador local da CDHU, Carlos Coércio, o Guru, também acompanhou as solenidades. O vereador Danilo da Saúde representou a Câmara Municipal.

Na oportunidade, diversos prefeitos de municípios da região assinaram protocolos intenções para construções de casas e imóveis populares da CDHU em suas cidades.

O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) acompanhou a entrega dos imóveis, representando o Governo do Estado. Em um discurso contundente, o parlamentar criticou a político do PSDB.

"Os tucanos pó de arroz que sempre prejudicaram Marília, também atrasaram a entrega desses apartamentos às famílias humildes. Um deputado tucano de Bauru, mancomunado com o prefeito Daniel Alonso tirou várias regionais aqui da nossa cidade e levou para Bauru, entre elas, a diretoria da CDHU. Com isso, os mutuários da CDHU em Marília, para resolver qualquer problema, por menor que fosse, tinham que ir até Bauru, gastar com viagem e perdiam um dia inteiro.

Mas, a partir da posse do governador Márcio França, um homem sensível e do povo, ele atendeu os pedidos do deputado Camarinha e trouxe a regional da CDHU de volta para Marília, para atender os moradores daqui da cidade e cidades da nossa região. Nomeou o Ninho, que é de Marília. O resultado disso também foi a rápida entrega desses apartamentos que estavam emperrados há mais de dez anos", disse Camarinha.

O deputado também pediu ao presidente da CDHU estudos para baixar as prestações dos apartamentos entregues. "Os servidores precisam de prestações baixas, de acordo com os seus salários e eles tiveram apenas 2 por cento de aumento. Não sou filho de pai assustado, não nascei de sete meses e não tenho medo de assombração. Por isso, peço esse estudo para baixar as prestações". O parlamentar lembrou que em suas três gestões como prefeito entregou mais de 10 mil casas e apartamentos populares.




"A CULPA NÃO É DOS SERVIDORES", DIZ CAMARINHA


O prefeito Daniel Alonso (PSDB) esteve no evento. Ele discursou antes do deputado e provocou um debate político, ao dizer que quem critica o governo dele (Daniel) "está criticando os servidores públicos, "que é quem faz os serviços".

Ao usar da palavra, em seguida, Camarinha, que vem criticando duramente a atual gestão, afirmou que "a culpa pela cidade estar abandonada não é dos servidores. Quem não compra remédios para os postos de saúde não são os servidores, é o prefeito. Quem anulou o plano de carreira da categoria, não foram os servidores. Foi o prefeito. Quem não entregou os uniformes e os kits escolares não foram os servidores. Foi o prefeito. Quem perdeu sete toneladas de carnes, não foram os servidores", disse Camarinha.

Ele afirmou ainda, durante seu discurso e em entrevistas, que "os servidores municipais votaram no Daniel Alonso, mas foram apunhalados pelas costas e se arrependeram. É o caso também dos aposentados do Ipremm, que tiveram cortado o Vale Alimentação pela atual gestão. Os servidores tiveram nesse governo apenas 2 por cento de reajuste salarial e perderam as horas-extras. Na gestão passada receberam 4,5 por cento", lembrou.

O parlamentar falou ainda sobre "os milhares de protestos contra contribuintes que o prefeito Daniel Alonso está enviando para negativação em cartórios. O trabalhador, as famílias humildes, por causa da perda de empregou ou de uma doença, ficam devendo duzentos, trezentos reais de IPTU e serão protestados, negativados, com dor de cabeça e taxas de cartórios. Enquanto isso, o prefeito deve quase cem mil de IPTU e não paga, não é protestado. O vice-prefeito também deve e não vai pra cartório".

Camarinha comentou ainda que esteve andando pela Nova Marília, pelos bairros e ouviu muitas reclamações de cobranças de puxadinhos (telheiros). "Casas da periferia, onde o morador fez um quartinho no fundo para a mãe ou o pai que ficaram viúvas, fez um puxadinho para guardar a Kombi da feira ou para o tanque de levar roupas. E aí, a atual gestão já estão mandando carnês com cobranças absurdas e multas. Isso não é governar para o povo, isso é exploração contra as famílias humildes", afirmou.









44 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo