Buscar
  • Da redação

RADAR: Nova guilhotina na Prefeitura. Filas no Terminal. Estranho decreto do prefeito. O general da


NOVA GUILHOTINA EM COMISSIONADOS

Segue o clima de "fui" em diversos setores da Prefeitura de Marília, após a Procuradoria Geral de Justiça do Estado determinar a extinção de 35 cargos comissionados. Como na Prefeitura há cargos com mais de um ocupante na função, devem ser exonerados 68 comissionados, devendo as tais vagas serem preenchidas por servidores de carreira ou aprovados em concursos públicos. A Procuradoria já havia determinado a exoneração de mais de cem cargos comissionados, mas o prefeito Daniel Alonso fez uma manobra em abril deste ano, em conluio com a Câmara Municipal, mudou as denominações de vários cargos, para driblar a ordem judicial. A Procuradoria foi notificada do golpe e agora, determinou a nova limpeza em cargos comissionados na Prefeitura, entre eles chefes de Obras Públicas, Zoonoses e Frota Municipal, assessores de Esportes, Projetos, Cultura, de Habitação.


FILAS E CAOS NO TERMINAL URBANO


A maioria dos vereadores desceu o pau no prefeito Daniel Alonso, na sessão camarária desta semana, pelo fato das famigeradas empresas terem recolocado apenas duas das seis catracas que existiam no Terminal Urbano. "O prefeito está brincando com a população! É preciso trocar peças (secretários) urgente. Não podemos admitir esse caos com a população no Terminal Urbano", disse o vereador José Carlos Albuquerque, apresentando na tribuna fotos publicadas pelo JP, mostrando as longas filas no local.


PORTARIA REVELA BADERNA EM ESCOLA

Uma portaria publicada no Diário Oficial do Município revelou baderna na Emef “Prof. Antonio Moral”, na Zona Sul de Marília. Funcionários da empresa terceirizada Conviva, por exemplo, contratados para cuidar de alunos com necessidades especiais, estão sendo colocados para fazer decoração e embalagens de brindes para a festa junina.

Além disso, alunos com deficiência são trocados no chão, sobre o tatame, pois a escola não conta com local e material adequado para essa função. A portaria aponta ainda gastos da Escola com roçadeira e outras coisas que não são esclarecidas. Ainda: existem banheiros infantis que foram construídos em 2012, porém são mantidos fechados, sendo proibido o acesso pelas crianças, sem qualquer explicação coerente. Uma servidora Técnica de Informática é comumente convocada pelo Diretor para ajudar com as crianças, em absoluto desvio de função. Uma Sindicância foi aberta para apurar essas mazelas.

DECRETO ESTRANHO DO PREFEITO

Boa parte dos vereadores resolveram criticar um decreto do prefeito Daniel Alonso (PSDB) onde ele passou a exigir "convalidação" dele mesmo para aprovação de projetos de obras e loteamentos pela cidade. O mais incisivo nas críticas foi o vereador e engenheiro Luiz Eduardo Nardi (PR), questionando qualificação técnica do prefeito para convalidar algo nesse sentido. "E por que essa concentração de poderes no gabinete", alertou Nardi. Outros vereadores comentaram o fato do prefeito não estar confiando na equipe técnica responsável para esta finalidade, na secretaria municipal de Planejamento Urbano. EM TEMPO: o fato é que cheira mal esse negócio do prefeito criar um decreto esdrúxulo como esse. Qual o verdeiro interesse dele? Aliás, a AEA (Associação dos Engenheiros e Arquitetos) não vai se manifestar sobre isso?

O NOVO VINÍCIUS E O GENERAL DA VITÓRIA

Antes do início da campanha eleitoral deste ano, Vinícius Camarinha confidenciou com muitas pessoas que havia refletido bem sobre erros durante seu mandato como prefeito. Reconheceu falhas e equívocos em confiar e se cercar de determinadas pessoas e nas tomadas de algumas decisões. Apenas pontuou alguns fatos que, agora, foram determinantes para sua vitória. Vinícius colocou em prática a essência da humildade e realçou o carisma que herdou da família. Ouviu conselhos e orientações do paí, o experiente Abelardo Camarinha e adotou práticas simples, mas com grande impacto no volume de campanha, como os jingles da folclórica dupla Castanha e Caju, o envolvimento de muitas pessoas que saíram de suas bases e se reaproximaram dele. Vinícius foi de encontro ao povo na periferia, saltou das caçambas de veículos para abraçar pessoas e transmitiu verdadeiramente o carinho que o povo desejava. Uma campanha simples, mas de muito trabalho em Marília e dezenas de cidades da região. Trabalho que começava no alvorecer, seguia pelo dia todo, continuava a noite e adentrava madrugadas. O esforço valeu a pena, principalmente em uma campanha atípica como esta, onde tantos candidatos ficaram pelo caminho. Mas Vinícius Camarinha, merecidamente, colheu os frutos por ter se reencontrado com um fator que vai além dos votos: as pessoas!

REDES DE PROTEÇÃO

Um leitor do JP, residente na Vila São Miguel, enviou mensagem via Wahatsapp reclamando que levou uma pedrada no rosto quando caminhava pela Avenida Castro Alves, proveniente de roçadeiras usadas por pessoal que fazia capinação para a Prefeitura de Marília. "É preciso usar aquelas redes de proteção para evitar possíveis acidentes", alertou ele.

4070 NA URNA

O famoso número 4070, usado pelo deputado Camarinha quando venceu duas eleições para deputado federal pelo PSB, foi usado este ano pela candidata a deputada federal, professora Camila Goddoi, de Itapeví, cidade de 200 mil habitantes que fica a cerca de 40 quilômetros da Capital. Ela, que é vereadora naquela cidade, obteve 29.703 votos. Em 2006 e 1010, quando usou o 4070, Camarinha conseguiu cerca de 80 mil votos.

UNIFORMES E POLITICAGEM

A Câmara Municipal votou nesta segunda-feira (15) um projeto de lei onde o prefeito Daniel Alonso pedia crédito especial de R$ 2 milhões para compra de uniformes escolares. Aliás, um tema emblemático! Este ano, o prefeito ainda não entregou os uniformes para as crianças das Emeis e Emefs. Somente faltando uma semana para as eleições, ele "apresentou" alguns uniformes no gabinete. Coisa para a mídia e politicagem eleitoral, já que a filha dele, Dani Alonso, era candidata a deputada. E mais: na semana passada, foi publicado novo edital de licitação para compra de peças para compor os uniformes escolares. Ou seja: os ditos cujos ainda não estão prontos!

DENTADURAS PARA O POVO

A Prefeitura abriu licitação para compra de dentaduras, pela secretaria municipal da Saúde. As próteses dentárias, conforme a justificativa do Edital, serão distribuídas em todas as regiões da cidade.

COISAS QUE NÃO SE VÊ

Três coisas que não se vê: Roberto Carlos de bermuda, fotografia de sogra na carteira e placas de rua em grande parte dos bairros de Marília. Agora, um projeto de lei prevê que esse problema seja assumido pela Emdurb. O vereador João do Bar citou um caso interessante nesse sentido. Alguns nomes de ruas, são pintados em postes. Ao trocar um poste numa rua da Zona Norte, a CPFL colocou um poste "novo" com o nome de outra rua. Aí já virou comédia!

DINHEIRO NO LIXO

Após uma nova palhaçada da empresa Monte Azul, ameaçando demitir coletores de lixo (puro blefe!),a Prefeitura de Marília pagou uma nota de quase R$ 1 milhão (R$ 922.954,02) para a tal empresa, de Araçatuba. Esse pagamento não foi pela coleta urbana, mas pelo famigerado transbordo do lixo de Marília para um aterro em Quatá (a 100 quilômetros daqui). O contrato de transbordo do lixo deve terminar em fevereiro próximo, após várias renovações. Custo médio de R$ 12 milhões por ano.

CARTAS DE COBRANÇAS

O prefeito Daniel Alonso contratou uma empresa de São Bernardo do Campo para imprimir dezenas de milhares de cartas de cobrança e similares. No mês passado, a Prefeitura encaminhou mais de 30 mil cartas de cobranças para contribuintes em atrasos com taxas e impostos, especialmente IPTU, com ameaças de protestos no SCPC/Serasa e protesto em cartórios, além de outras sanções. EM TEMPO: só não foram enviadas cartas para o prefeito Daniel Alonso, que deve quase R$ 100 mil em IPTU.

FESTA DAS CRIANÇAS NA ZONA NORTE

O vereador João do Bar realizou mais uma vez a tradicional Festa do Dia das Crianças, no Bairro Santa Antonieta, reunindo mais de mil pessoas. Tudo de graça! Com brinquedos infláveis, pula-pula, doces, brinquedos, cachorro-quente, refrigerantes e muitas outras atrações. Ele promove essa festa há mais de dez anos na comunidade da Zona Norte.

MAIS FAIXAS

Além dos altos gastos já feitos com uma empresa para confecções de faixas e banners de publicidades, a Prefeitura de Marília abriu nova licitação para contratação de mais um empresa do ramo. Agora, para confeccionar faixas e banners para a Diretoria de Divulgação e Comunicação.

JUSTIÇA AO SERVIDOR MUNICIPAL

O juiz da Vara da Fazenda Pública, Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, despachou sentença mandando a Prefeitura de Marília pagar a um servidor braçal aposentado do Ipremm, o saldo de 570 horas e 30 minutos, a título de extraordinárias por este trabalhadas, devendo ser considerada, para tal fim, a última remuneração percebida pelo autor da ação enquanto ainda em atividade, com atualização monetária.


63 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo