Buscar
  • Da redação

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: bêbados e valentões agridem mulheres com facão, chutes e socos, quebram carro e


Dois casos de violência doméstica foram atendidos pela Polícia Militar, na noite domingo (9), em Marília. No Jardim Maracá, na Zona Norte, um jardineiro de 57 anos apavorou e agrediu a esposa, de 63 anos, com socos, chutes e golpes de facão.

Ela relatou aos policiais que o elemento estava bêbado e começou a agredí-la. Para escapar, ela se trancou no banheiro da casa. Ele tentou arrombar a porta e em dado momento, ela saiu do banheiro, correu e se trancou no quarto.

Como ela ameaçava arrombar a porta do quarto, ela pulou pela janela e tentou fugir, mas o agressor deu a volta na casa e a alcançou. De posse de um facão, ele continuou as agressões e a atingiu com um golpe na mão, além de lhe bater com o cabo do facão. A Polícia Militar foi acionada e conduziu o elemento à CPJ, onde ele ainda ameaçou os policiais na frente da vítima. Permaneceu preso, aguardando audiência de custódia neste segunda-feira.

BÊBADO, AGRESSIVO E PROCURADO

Mais um caso de violência doméstica foi registrado na noite deste domingo, na Vila dos Comerciários, na Zona Oeste de Marília. Um desocupado e bêbado,d e 42 anos, agrediu a companheira, uma costureira de 48 anos e a enteada, de 26 anos. Além disso, danificou o veículo da costureira, um Ford Fiesta, ano 2012, prata e quebrou vários móveis da casa.

A Polícia Militar esteve no local, onde o cachaceiro estava exaltado e agrediu uma policial com um chute no braço, xingou e mandou um policial "retirar a farda", em tom ameaçador. Houve resistência, luta corporal e o desocupado acabou algemado e preso. Ainda disse à companheira, na frente dos policiais. "Se eu sair, eu irei te matar". Foi conduzido à CPJ, autuado em flagrando por violência doméstica e permaneceu preso, já que havia contra ele um mandado de prisão cível expedido pelo Fórum de Marília.


26 visualizações0 comentário