Buscar
  • Da redação

Sindicância vai apurar denúncias contra fiscalização da secretaria de Planejamento Urbano. Prefeito


Prefeito Daniel Alonso exonerou Rubens Ishii da secretaria de Planejamento Urbano, logo após estouro de denúncias na Pasta


Após várias denúncias, algumas delas feitas ao vivo no Jornal da Rádio 950 e outras encaminhadas a vereadores e à ONG Matra, a Prefeitura de Marília decidiu abrir Sindicância para apurar um suposto esquema de captação e aprovações irregulares de projetos na secretaria municipal de Planejamento Urbano. O escândalo vem abalando a estrutura da Pasta, que sofreu até mudanças no comando.

Logo após o estouro as denúncias, no final do ano passado, o prefeito Daniel Alonso (PSDB) transferiu o secretário municipal de Planejamento Urbano, Rubens Yukishigue Ishii, para o setor de Mobilidade Urbana da Emdurb. Desde então ele sumiu de cena.

As denúncias davam conta que cerca de 85% das obras executadas aqui na cidade não apresentavam identificação do responsável técnico. Ao verificar essas irregularidades, alguns fiscais da secretaria de Planejamento Urbano, no mesmo ato, estariam oferecendo seus serviços para regularizar a situação e com preços bem menores que os praticados no mercado. Serviços que custariam cerca de R$ 1 ml, por exemplo, estariam sendo oferecidos por R$ 300.

Desta forma, cerca de 70% das obras irregulares estariam recebendo "apoio" desses profissionais, configurando desvio de conduta e infração ao Código de Ética dos Servidores Municipais.

No conteúdo das denúncias, um fiscal teria oferecido seus "serviços" para o síndico de um condomínio com 200 casas, ao valor de R$ 300 por casa "regularizada", enquanto outro fez 263 projetos e regularizações entre os anos de 2017 e 2018, com uma média de 15 projetos por mês em uma jornada diária de 8 horas.

Em outro caso, um dos engenheiros responsáveis pela análise e aprovação dos projetos estaria “analisando e aprovando” projetos elaborados e assinados por ele mesmo em seu escritório particular ou submetendo os projetos de sua autoria para a provação de outros funcionários do mesmo setor.



283 visualizações0 comentário