Buscar
  • Da redação

Empresas de ônibus ganharam aumentos e vantagens nos últimos anos. Mesmo com maus-serviços, prefeito


Ao autorizar o absurdo novo aumento de quase 30% nas tarifas de ônibus para as famigeradas empresas Grande Marília e Sorriso de Marília (que sobem de R$ 3 para absurdos R$ 3,80) o prefeito Daniel Alonso (PSDB) "justificou" que as tais empresas estão há quatro anos sem benefícios.

Mentira! Além de aumentos de tarifas na gestão passada, as empresas ganharam isenção de ISS (Imposto Sobre Serviços), vantagem que é muito melhor para as empresas do que reajuste de tarifas, já que, com a isenção, elas deixaram de pagar milhões em impostos. Dinheiro que poderia ter sido investido em benefício da população.

Para ficar melhor ainda para as tais empresas, o prefeito Daniel Alonso permitiu que as empresas arrancassem as catracas, abrissem o Terminal Urbano durante quase dois anos. Com isso (sem as catracas), os já sofridos usuários tiveram que pagar tarifas em dobro.

As empresas ainda demitiram centenas de cobradores e sobrecarregaram os motoristas com dupla função, atrasando ainda mais os percursos dos ônibus.

O novo aumento de quase 30% concedido pelo prefeito (divulgado com exclusividade pelo JP na noite desta sexta-feira) está confirmado em Decreto publicado na edição deste sábado de carnaval no Diário Oficial do Município

As reuniões do prefeito com as empresas, para definir o novo e brutal aumento de tarifas foram realizadas em sigilo e o anúncio da paulada feito na calada da noite desta sexta-feira.


Daniel Alonso articulou o aumento de R$ 3 para R$ 3,80 após várias reuniões sigilosas com representantes das empresas Grande Marília e Sorriso de Marília, que dividem o monopólio na cidade cobrando o mesmo valor de tarifas.

O mais alto reajuste dos últimos tempos foi autorizado pelo prefeito, mesmo com a avalanche de reclamações de usuários sobre ônibus lotados, atrasos e mudanças de itinerários. A maior incidência de reclamações acontece por moradores do Distrito de Padre Nóbrega e bairros Montana, Maracá e Triste Cavichioli, na Zona Norte e estudantes nas linhas do Campus Universitário.

No momento em que o prefeito Daniel Alonso aumenta as tarifas de ônibus em quase 30% para o povo, o salário dele está sendo reajustado em 16%, subindo para quase R$ 20 mil por mês. Ele também autorizou a compra de mais uma caminhonete de luxo, marca Nissan, pagando R$ 160 mil, que deverá servir o gabinete do prefeito. Ele também aumento o IPTU em mais 10% este ano.



























20 visualizações0 comentário