Buscar
  • Da redação

Polícia Civil prende mais dois dos três adolescentes que roubaram, mataram e queimaram o corpo do em


A Polícia Civil prendeu mais dois dos três menores envolvidos na morte do empresário Jair Viveiros, de 63 anos, que era dono da Boate Fênix. Os garotos, de 15 anos, foram apreendidos entre a tarde de ontem (6) e a manhã desta quinta-feira (7).

O latrocínio aconteceu no final da tarde do último sábado (2), na casa da vítima, no luxuoso Jardim Aquárius, em Marília.

Um dos menores, de 16 anos, foi preso pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), sob o comando do delegado Valdir Tramontini, na tarde do domingo (3).

O veículo do empresário, uma Ecosport preta, ano 2015, foi localizado pela Polícia Militar, abandonado próximo à casa do adolescente, no Parque das Vivendas, na Zona Oeste de Marília.

R. apontou outros dois menores, de 15 anos, como participantes do crime. Ambos residentes na Zona Oeste, também. Alegou que o empresário estava obrigando eles a praticarem relações sexuais e por isso o agrediram e mataram.

Viveiros levou facadas no tórax e no abdômen, durante as agressões na casa dele.

Diversos produtos e objetos foram levados da casa da vítima. Parte foi encontrada no veículo abandonado. Algumas peças de roupas sujas de sangue, do menor apreendido, foram encontradas em um terreno baldio, próximo ao local onde o carro foi abandonado, nas imediações da casa dele.

Após agredirem o empresário, o colocaram enrolado em um cobertor no veículo e saíram da casa. Vizinhos relataram ter ouvido gritos de socorro e acionaram a polícia.

O empresário foi levado para uma zona de cafezal próxima a Vera Cruz, onde acabou morto a facadas e teve o corpo carbonizado. Policiais só o identificaram porque foram encontrados documentos nas proximidades.


52 visualizações0 comentário