Buscar
  • Da redação

Vereador Nardi cobra explicações do prefeito sobre o absurdo aumento de quase R$ 1 nas tarifas de ôn


O vereador Luiz Eduardo Nardi (PR) solicitou através de requerimento, explicações sobre os critérios do prefeito Daniel Alonso (PSDB) para reajustar as tarifas de ônibus urbanos (Sorriso e Grande Marília) em quase 30%, passando de R$ 3 para R$ 3,80.

O brutal aumento de quase R$ 1 nas tarifas foi determinado em março e desde então diversas ações protocoladas na Justiça pedem a anulação do reajuste.

"Este aumento foi um grande absurdo, pois as próprias empresas já tinham solicitado judicialmente aumento entre R$ 3,40 e no máximo R$ 3,70. Aí, o prefeito veio e deu um aumento de R$ 3,80, sem quaisquer critérios que justificassem isso. Deu mais do que as empresas pediam, prejudicando milhares de estudantes e trabalhadores que usam o transporte coletivo urbano em Marília todos os dias. Isso foi grave, assolou o povo e não vai cair no esquecimento", disse Nardi.

GRANDES BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS E ASSOLANDO OS BOLSOS DA POPULAÇÃO

Ele lembrou que, além do absurdo aumento de tarifas, as empresas já tinham ganhado vários grandes benefícios, como redução 5% para apenas 2% de pagamento de ISS, demitiram de forma abusiva centenas de cobradores e passaram a cobrar duas tarifas de cada usuário após a nefasta abertura do Terminal Urbano pelo atual prefeito. As empresas também não fizeram a renovação das frotas, como determina o contrato com a Prefeitura e nada foi exigido delas.

"Todos esses benefícios e redução de custos que as empresas de ônibus obtiveram não apareceram em nenhuma planilha de custos, aliás, nem houve planilha nenhuma. O absurdo aumento de quase R$ 1 foi dado pelo prefeito em apenas uma canetada", afirmou o vereador.

Outra questão relevante criticada por Nardi foi o fato do aumento das tarifas ter sido concedido antes de uma perícia determinada pela Justiça para apurar se havia ou não desequilíbrio econômico-financeiro das empresas, como elas alegavam em ação judicial pedindo aumento de tarifas.

"A Justiça atacou pedido do MP e determinou a perícia nas contas das empresas. Mas, de forma muito estranha, o prefeito ignorou tudo isso, não esperou o resultado da perícia, fez um acordo com as empresas e deu o brutal aumento de quase R$ 1. Isso precisa ser apurado e esclarecido, pois a população mais humilde, os trabalhadores, as diaristas, os estudantes, continuam sendo massacrados com esse abusivo reajuste", disse Nardi. O requerimento dele foi aprovado por unanimidade pela Câmara.


8 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo