Buscar
  • Da redação

Farto assume o comando do PSL em Marília e é pré-candidato a prefeito, em 2020. "Tenho apoio da


Marcos Farto assume o comando do PSL em Marília


O sargento da reserva da Polícia Militar, Marcos Farto, vai assumir o comando do PSL (partido do presidente Jair Bolsonaro) em Marília.

"Recebi esta informação da Executiva Estadual nesta segunda-feira. A documentação junto ao TSE deve estar formalizada em cerca de duas semanas e a partir de então vamos fortalecer e reestruturar o partido em Marília", disse Farto ao JP.

Ele regularizou a prestação de contas do partido em Marília a pedido da Executiva estadual e tem como "padrinhos políticos" o senador major Olímpio, o deputado federal Abou Ani e o deputado federal coronel Tadeu, todos do PSL.

Ele foi candidato a deputado estadual pelo PSL no ano passado e obteve 11.876 votos, dos quais 7.665 em Marília. "O quarto mais votado, sem uso da máquina pública", observou.

A Executiva do partido em Marília terá Marcos Farto como presidente e o policial federal Júnior Ferfin como vice. Poderá ter validade por dois anos e vai coordenar todo o processo eleitoral em 2020, na disputa pela Prefeitura e Câmara Municipal. Farto já se coloca como pré-candidato a prefeito.

"A Executiva estadual já manifestou este desejo e apoio ao meu nome, devido à expressiva votação que obtive em 2018", disse Farto, que tem 47 anos é pós-graduado em Legislação de Trânsito, Conselheiro Estadual de Trânsito e o novo presidente do Rotary Clube Coroados de Marília.

SEM LEGALIDADE

Negrão (à esquerda) participou de evento do PSL neste domingo, em Bauru

No mês passado, o professor Eduardo Negrão se apresentou como presidente do PSL em Marília e assumiu um cargo comissionado no governo de Daniel Alonso (PSDB).

"A Executiva estadual me perguntou o que estava acontecendo em Marília e eu disse que também não sabia. Ou seja, ele se autodeclarou presidente e não havia legalidade nisso".

Após participar de um evento do PSL, domingo passado (30) em Bauru, Negrão disse ao JP que o partido teria chapa completa de vereadores e candidato a prefeito em Marília, em 2020. Considerou "muito cedo" para tratar de nomes.




140 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo