Buscar
  • Da redação

Moradores do Jardim Janaína, na Zona Norte, também denunciam abandono e relaxo do prefeito Daniel Al


Enquanto acena com mais aumentos no IPTU, através da atualização da Planta Genérica de Valores a gestão do prefeito Daniel Alonso (PSDB) abandona a cidade e revolta a população.

É o caso dos moradores do Jardim Janaína, na Zona Norte da cidade, que encaminharam fotos e vídeo ao JP reclamando de matagal, buracos e bocas-de-lobo entupidas com sujeira, além de outros problemas de infraestrutura urbana, como verificado na Rua Rua José Pereira Rodrigues.



AUMENTO NO IPTU

Preparem os bolsos! Na edição do Diário Oficial do Município da quinta-feira (11), publicou um edital de licitação para contratação pela Prefeitura de empresa para atualização da Planta Genérica de Valores (PGV). O serviço é executado com mapeamento via satélite ou terrestre de vias públicas e imóveis da cidade.

A PGV define o valor venal dos imóveis e é usada para calcular a base de cobrança do IPTU e essencialmente aumenta as cobranças do tributo. Também estabelece os valores unitários de metro quadrado de terreno e de construção do Município. O IPTU foi reajustado em cerca de 10% este ano pela gestão do prefeito Daniel Alonso (PSDB).

SUPERVALORIZAÇÃO DE IMÓVEIS

A aplicação da PGV em Marília já causou muita polêmica em Marília, com o reajuste no valor venal de propriedades supervalorizando os imóveis. Em um dos casos, o valor venal de uma casa popular no Jardim Lavínia, na Zona Norte, por exemplo, aumentou 300%. O valor do terreno subiu de R$ 96 mil para R$ 230 mil. O reajuste foi de quase 2.300%. Isso porque o valor do IPTU é calculado sobre o valor venal. Com a valorização do terreno o imposto que era de R$ 366 saltou para R$ 3.590. Para a dona de casa, o local foi supervalorizado. Houve ano em que a Prefeitura aumentou em R$ 24 milhões a arrecadação com cobranças de IPTU, a partir de atualização da Planta Genéria de Valores.

CONTRIBUINTES PAGAM MUITO IPTU:

CERCA DE R$ 74 MILHÕES SENDO ARRECADADOS ESTE ANO

Conforme levantamentos do Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, feito pela FNP (Frente Nacional de Prefeitos) , Marília aparece entre as 100 cidades brasileiras que mais arrecadam IPTU. A cidade figura entre a 70ª e 75ª posições.

Este ano, as projeções indicam arrecadação de cerca de R$ 74 milhões com IPTU, que é a maior fonte de receita própria do Município.

Em 2017, o prefeito Daniel Alonso tentou aprovar aumentos escalonados de 185% nos valores venais dos imóveis, em três anos, através de mudanças nas fórmulas de cálculos. Projeto de Lei nesse sentido foi enviado à Câmara Municipal pelo prefeito, no final de 2017, mas retirado por ele mesmo após forte rejeição e pressão popular.


15 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo