top of page
Buscar
  • Da redação

Fiscais do TCE fizeram vistoria surpresa e encontram mais descaso na Central de Medicamentos da Pref


Medicamentos expostos à luz do sol, mofo e umidade na Central de Medicamentos em Marília: descaso e riscos para os pacientes

A população vem reclamando muito da falta de medicamentos na Central de Medicamentos da Prefeitura de Marília Unidade Central de Assistência Farmacêutica -Ucaf), que funciona na antiga Estação Ferroviária. E o que tem ainda está mal-cuidado!

Fiscais do Tribunal de Contas do Estado (TCE) estiveram de surpresa nesta terça-feira (27) no local e flagraram novas irregularidades.

Relatório do órgão aponta que eles encontraram medicamentos expostos à luz solar. Um descaso que pode alterar as fórmulas dos medicamentos e comprometer a saúde quem os recebe. Também foram encontrados medicamentos encostados nas paredes, o que cria mofo e umidade e estraga os remédios. Os fiscais flagraram ainda medicamentos em embalagens inadequadas (terciárias) o que também compromete e origem e qualidade dos produtos, com riscos aos pacientes.

Em julho do ano passado, fiscais do TCE estiveram no mesmo local e encontraram outras irregularidades. “Não existe fonte alternativa de energia (gerador) para os refrigeradores no caso de falta de energia elétrica”, de acordo com o relatório. O prédio também “não possui Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros”, citou o relatório.

E não parou aí: o relatório apontou ainda “presença de umidade/mofo e “medicamentos encostados na parede. As condições do local em geral não são satisfatórias”.

Em relação aos estoques de medicamentos, os fiscais flagraram

"divergências na contagem física dos medicamentos em comparação com registros do controle de estoque, falta de inventário e ausência de

dados de estoque mínimo, estoque de segurança, nem estoque máximo. Sequer existe controle de demanda não atendida e também não há identificação do paciente na retirada dos medicamento", apontaram os fiscais.

Gestão Daniel Alonso é marcada por falta e relaxo com medicamentos

AÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA

Em uma ação coordenada, o TCE realizou hoje, desde ás 8h, fiscalização surpresa para vistoriar o fornecimento, distribuição e controle de medicamentos na rede de saúde em 221 municípios.

A ação, que foi realizada em 298 locais - hospitais, Unidades Básicas de Saúde (UBS), farmácias e almoxarifados -, foi executada ‘in loco’ por 303 agentes de fiscalização do TCE.

Durante seis horas,foram vistoriados itens como o acondicionamento dos medicamentos; as condições de controle no armazenamento e na distribuição dos remédios – inclusive àqueles que são entregues por meio de processos judiciais.

Os remédios de uso controlado e as medidas de segurança adotadas; dados do estoque mínimo de segurança e a contagem física dos medicamentos; os sistemas de controle de entrada e saída; e a presença de laudo do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária, também fazem parte da vistoria.

"A partir da ação, será possível traçar um mapa da situação dos almoxarifados de saúde no Estado. O objetivo é que os responsáveis tomem conhecimento e possam corrigir falhas e irregularidades”, justificou o Presidente do TCE, Antonio Roque Citadini.





48 visualizações0 comentário
bottom of page