Buscar
  • Da redação

CASO TASSARA: advogado da família diz que só a filha da vítima participou do crime. "O que ocor


Advogado Fábio Ricardo diz que não houve participação de outra pessoa, além da filha da vítima, no assassinato do dentista Aloísio Tassara

O advogado Fábio Ricardo Rodrigues dos Santos, que representa a família no Caso Tassara (assassinato do dentista Aloísio Tassara), disse em entrevista exclusiva ao Programa Fala Cidade (Amarildo de Oliveira), da Rádio Clube de Marília, que não houve a participação de nenhuma outra pessoa no crime, além da filha da vítima, uma adolescente de 17 anos.

"Foi uma tragédia todo o ocorrido. A menor realmente foi vítima de uma circunstância e o que ocorreu realmente foi um surto psicótico e isso ficará demonstrado durante a instrução processual", afirmou o advogado.

Perguntado pelo repórter Benedito Henrique sobre eventual desentendimento entre a adolescente e o pai, o advogado disse que nas palavras dela (garota) "sempre houve um bom relacionamento entre pai e filha e dela com a mãe e com o irmão. Então não existe assim esse tipo de situação".

O advogado disse que "a adolescente já vinha apresentando um quadro de desequilíbrio psicológico e existe histórico dela sobre tal situação, infelizmente",

A adolescente está internada na ala de psiquiatria do Hospital das Clínicas desde o dia do crime (23 de agosto). "Ela está muito fragilizada com esta situação", comentou.

Em relação aos cerca de quase R$ 19 mil encontrados nas roupas do dentista após o crime, o advogado afirmou que o dinheiro é de origem lícita "fruto do trabalho" e não tem "nenhuma co-relação" com o ocorrido.

Sobre a coleta de materiais genéticos do corpo da vítima por peritos da Polícia Civil (durante o velório), o advogado ressaltou que a Polícia foi cautelosa. "Isso traz segurança inclusive para um maior esclarecimento dos fatos".

Ele disse que os laudos ainda não foram anexados ao autos, mas já há um relatório final. O delegado responsável pelas investigação, Valdir Tramontini (titular da DIG) encaminhou um relatório do que foi apurado até agora para vistas do Ministério Público Estadual.

GAROTA FOI OUVIDA POR DELEGADO E PROMOTOR

O dentista Aloísio Tassara foi morto com um golpe de faca certeiro no coração

O delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Valdir Tramontini e o promotor de Justiça da Infância e da Juventude do Fórum de Marília, Gustavo Henrique Cordeiro, estiveram na manhã da terça-feira (1°) no Hospital das Clínicas de Marília e coletaram o depoimento da adolescente L., de 17 anos, apontada até agora como a autora do golpe certeiro no coração que matou o pai dela, o dentista Aloísio Tassara, de 51 anos, na madrugada do dia 23 de agosto, na Zona Leste de Marília.

A garota está internada desde o dia do crime na ala de psiquiatria do H.C. Há cerca de dez dias, a médica responsável por ela, havia autorizado as autoridades a coletarem o depoimento da adolescente. Mas, momentos antes da oitiva, a médica recuou e disse que a adolescente não estava em condições de depor. A Justiça decretou sigilo sobre as investigações em torno do caso.

Delegado titular da DIG, dr. Valdir Tramontini

O CRIME

Há um mês e dois dias L. segue internada no H.C. O homicídio aconteceu na residência da família, por volta das 3h da madrugada do dia 23. no Jardim Jequitibá, na Zona Leste da cidade.

Desde então, o delegado Valdir Tramontini, vem aguardando liberação médica da adolescente para ouví-la em depoimento. Alguns laudos solicitados pela investigação também ainda não haviam sido entregues. Nenhuma hipótese é descartada, inclusive golpe acidental que provocou a morte da vítima,

A esposa do dentista, a enfermeira Juliana, já foi ouvida pela Polícia Civil. Ela estava acompanhada do advogado Fábio Ricardo dos Santos, de Garça.

O depoimento durou cerca de 2h30 e ela teria respondido todas as perguntas. Além da filha da vítima, outras pessoas poderão também ser ouvidas no curso das investigações. A Polícia Civil já apurou não havia pessoas estranhas na casa. Laudos de imagens de câmeras de casas vizinhas e detalhes técnicos da cena do crime estão sendo elaborados. Na casa da família não há câmeras de segurança.

DINHEIRO

A Polícia Militar informou que durante o atendimento e perícias, foram encontrados no bolso do dentista Aloísio Tassara R$ 2.154,85 e outros R$ 16.550, na cueca dele. O fator dinheiro foi encaminhado para o setor de investigações da Polícia Civil (Delegacia de Investigações Gerais). O dinheiro segue apreendido.

SURTO PSICÓTICO

A adolescente teria tido um surto psicótico durante a madrugada e ao tentar contê-la, o pai acabou sendo morto. Médico do SAMU constatou o óbito na própria casa. A garota foi encaminhada ao Hospital das Clínicas para atendimento.

A Polícia Militar foi acionada e quando chegou ao local a adolescente estava sobre o telhado de uma casa vizinha, com uma faca. Foi convencida a descer de lá pelos policiais.






209 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo