Buscar
  • JCNET - Bauru

Polícia investiga jovem na região após postagem com ameaça de massacre em cinema no filme Coringa


Estreia nesta quinta-feira (3), nos cinemas, o filme Coringa. Mesmo antes de ser lançado, a obra que conta a origem do personagem sombrio gerou repercussão mundial.

Em Bauru, não foi diferente. Na tarde desta quarta-feira (2), um jovem de 19 anos foi ouvido pela Polícia Civil após postar nas redes sociais uma ameaça de massacre em uma sessão do filme, no Boulevard Shopping Bauru.

Uma foto deste comentário, rapidamente, viralizou em aplicativos de mensagem e chegou à Polícia Civil, que localizou o endereço do rapaz e esteve no local. Acompanhado do pai, o garoto foi encaminhado à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde prestou depoimento.

"Ele alegou que, por conta da temática do filme, de violência, fez uma brincadeira em tom de ironia e isso foi retirado do contexto do post", afirma o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bauru, Giuliano Travain. "O pai afirmou que o filho nunca teve nenhum comportamento parecido", completa.

"HOMEM TRISTE"

O comentário publicado pelo garoto respondia a uma publicação sobre o filme, com a imagem de uma arma de fogo. Nele, o jovem dizia ser um "homem triste" que iria cometer o massacre na exibição de Coringa, na sessão das 20h. "A imagem que aparece no post que ele respondeu foi retirada de um banco de imagens e o autor não foi investigado. O rapaz disse que não conhece essa pessoa e são apenas amigos virtuais", explica Travain.

O perfil do rapaz foi deletado antes da chegada dos policiais, mas sabe-se que ele administra outros, por conta de jogos online. Depois de ouvido, o jovem foi liberado, mas as investigações continuam. "Percebemos que a ameaça foi sem fundamento e isolada. Uma coisa de moleque que ganhou repercussão. Será apurado eventual responsabilidade e, se for o caso, será instaurado inquérito", diz o delegado.

Travain ainda faz questão de destacar que o perfil virtual não blinda o cidadão de responder por suas postagens. "A Internet não é terra de ninguém, trata-se de um pseudoanonimato. O que se faz, gera consequências e repercussões. Em menos de duas horas, estávamos na casa dele, ou seja, não é tão anônimo assim", finaliza.

Em nota, o Boulevard Shopping Bauru afirmou que, ciente do caso, imediatamente realizou monitoramento e acionou os órgãos competentes.






56 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo