Buscar
  • JCnet-Bauru

Seguem internadas vítimas do grave acidente entre carreta e ônibus de detentos na SP-294. Colisão de


Seguem internadas na Santa Casa de Jaú três vítimas do grave acidente envolvendo dois coletivos fretados que transportavam reeducandos e uma carreta ocorrido na tarde desta segunda-feira (21), por volta das 15h30, na altura do quilômetro 142 da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), que liga Jaú a Bocaina, em Jaú. Duas pessoas morreram.

Segundo registro policial, os dois veículos fretados trafegavam no sentido Bocaina-Jaú quando, por razões a serem esclarecidas, o primeiro colidiu frontalmente com uma carreta que seguia no sentido contrário. Com o impacto, a cabine se soltou do eixo de sustentação e ficou totalmente destruída. O segundo coletivo também foi atingido por parte da carreta, mas com menor intensidade.

O motorista do primeiro coletivo, Aparecido Donizete Alves dos Santos, 34 anos, e o motorista da carreta, Mizael Sant Anna Justino, 30 anos, morreram no local. De acordo com informações da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), pelo menos 35 detentos, passageiros dos veículos fretados que saíram de Franca e Ribeirão Preto com destino a Bauru, ficaram feridos.

Eles foram encaminhados por viaturas do Corpo de Bombeiros, Samu, concessionária ViaPaulista e ambulâncias para a Santa Casa de Jaú e hospitais da região. Na Santa Casa de Jaú, uma verdadeira força-tarefa, que reuniu médicos, enfermeiros e técnicos, foi montada para atender todas as vítimas, inclusive com o reforço de funcionários que estavam de folga.

No fim da noite, o provedor do hospital, Alcides Bernardi Junior, postou em sua página no Facebook que 37 pacientes foram atendidos no local. Segundo ele, muitos tiveram alta e outros seguiam internados, em cirurgia. A quantidade de feridos graves e leves não havia sido confirmada pela Polícia Rodoviária e Santa Casa até o fechamento desta edição. Segundo a ViaPaulista, três passageiros sofreram ferimentos graves.

INTERDITADA

A rodovia chegou a ficar interditada nos dois sentidos para o trabalho de resgate das vítimas e remoção dos veículos e um longo congestionamento se formou no local. Até por volta das 21h, uma das faixas no sentido Bocaina-Jaú ainda permanecia fechada para limpeza. A Polícia Científica realizou perícia e as circunstâncias do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.

RETORNO

Em nota, a SAP informou que os reeducandos haviam sido beneficiados com saída temporária e retornavam para o Centro de Progressão Penitenciária II "Dr. Eduardo de Oliveira Vianna" de Bauru quando ocorreu o acidente. "A situação está sendo acompanhada de perto pela direção da unidade", disse.

Ainda de acordo com a SAP, o motorista do coletivo não era funcionário da SAP, mas de uma empresa contratada para fazer o transporte. "A empresa responsável já encaminhou um veículo ao hospital para buscar os reeeducandos que forem liberados para levá-los até a unidade".


51 visualizações0 comentário