Buscar
  • G1

Mulher de sargento que matou companheiro de farda e se suicidou em Bauru foi ouvida em inquérito da



Sargento Agnaldo e o cabo Sabino: tragédia por motivos passionais


A mulher do sargento da PM Agnaldo Rodrigues, suspeito de ter atirado e matado o ex-judoca olímpico Mário Sabino durante um desentendimento, em Bauru, foi ouvida hoje pela Polícia Militar, que abriu inquérito para investigar a morte dos dois policiais.

Sabino, que era cabo da PM e tinha 47 anos, foi encontrado morto em uma rua do bairro Jardim Niceia na noite de sexta-feira (24) por equipes policiais que faziam patrulhamento pelo bairro. Ao lado dele, estava o corpo do sargento Agnaldo.

Segundo uma fonte informou ao G1, Agnaldo teria se envolvido em uma briga com Sabino após ter visto a esposa, que também é policial militar, junto com o ex-atleta dentro de um veículo. Durante a discussão, Sabino foi baleado na nuca.

O major da PM Nilson César Pereira confirmou para a reportagem que a mulher do sargento foi ouvida e poderá ser investigada em relação ao crime. Porém, a PM não detalhou sobre ela estar no local.

"Ela foi ouvida e pode ser participe do caso. Além dela, vamos ouvir também os policiais que atenderam a ocorrência. Não podemos afirmar a motivação, mas tudo será apurado", afirmou ao G1.

Agentes que atenderam a ocorrência suspeitam que Rodrigues matou Sabino e depois se suicidou.

Ainda de acordo com o major da PM Nilson César Pereira, como foi um crime tipicamente militar, a investigação será feita pela Polícia Judiciária Militar e apenas a Polícia Técnico Científica fará os laudos da perícia.

O ex-judoca foi velado no Centro Velatório Terra Branca e enterrado no Cemitério Redentor às 16h. Já Agnaldo está foi velado em Pirajuí e enterrado no Cemitério Municipal da cidade.

Mário Sabino disputou 2 olimpíadas

Mário Sabino representou o Brasil como atleta em duas edições dos Jogos Olímpicos, em Sydney (2000) e Atenas (2004). Como auxiliar técnico da Seleção Brasileira de Judô, participou das olimpíadas de Londres (2012) e do Rio (2016).

Ele integrava a comissão técnica da Seleção Brasileira de Judô e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2003, em Santo Domingo, na República Dominicana.

Também tinha uma medalha de bronze no mundial de Osaka, no Japão, em 2003, além de ser bicampeão pan-americano de masters.

Federações de Judô lamentam

Ex-judoca olímpico Mario Sabino Jr é assassinado por colega militar

A Federação Paulista de Judô lamentou a morte. "A família do judô brasileiro amanheceu de luto neste sábado", disse a entidade, em comunicado.

"A Confederação Brasileira de Judô expressa seu mais profundo pesar e consternação pela perda repentina e trágica de um judoca, amigo e professor. Mário Sabino Júnior será lembrado para sempre e com carinho por toda a família do judô brasileiro."

Em uma homenagem póstuma, foi feito um minuto de silêncio na cerimônia de abertura da Seletiva Nacional Sub-18, em Canoas (RS).

A nadadora Joanna Maranhão também comentou em seu perfil no Twitter: "Inacreditável. Descansa em paz, Marião."

Nota da Polícia Militar

Em nota, a PM informou que os dois policiais foram encontrados mortos nas proximidades do Jardim Nicéia e que o fato teria ocorrido após um desentendimento entre os policiais militares. Foi instaurado Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias.












1,723 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo