Buscar
  • Da redação

Acusado de matar um ferir dois a tiros em festa universitária em Pompéia se apresenta na DIG e é rec


Luis Felipe morreu no local após tiros e confusão na festa universitária

Já está preso um dos acusados de matar um jovem e ferir outros dois a tiros em uma festa universitária em Pompéia. Na semana passada, um advogado de defesa manteve contato com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) em Marília, para acertar detalhes da apresentação do acusado.

Nesta segunda-feira b(18), Douglas Cândido Jordão, 29 anos, o Hulkão, se apresentou, foi indiciado formalmente e recolhido na Penitenciária de Marília.

O CRIME

Dois homens residentes em Marília (que não tiveram as identidades oficialmente divulgadas) e acusados de matar Luiz Felipe Madureira, de 23 anos e ferir outros dois rapazes de 19 e 26 anos a tiros, durante confusão em uma festa universitária na madrugada de domingo (10), em um chácara em Pompéia, devem se apresentar nesta quarta-feira (13) ao delegado Cláudio Anunciato Filho, naquela cidade, acompanhados de seus advogados.

O CASO

A confusão em uma festa começou por volta das 6h. Houve discussão envolvendo os dois acusados, que trabalham em uma empresa de Marília que entregava bebidas na festa.

Na confusão, um dos acusados foi até um veículo GM Montana, pegou um revólver e efetuou vários disparos que atingiram as vítimas.

O peão Luiz Felipe morreu no local atingido com um tiro na nuca. O fazendeiro Paulo Afonso da Silva Serrano,de 19 anos, foi alvejado por três tiros (costa, ombro e nuca) e socorrido ao Hospital das Clínicas de Marília. Outra vítima, o estudante, Giusette Cavallieri, de 26 anos, foi atingido nas pernas e internado na Santa Casa de Pompéia. Ambos já tiveram alta. O caso segue investigado pela Polícia Civil, com apoio da DIG de Marília.









345 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo