Buscar
  • Comunicação PM

PM flagra motoqueiros empinando e fazendo manobras perigosas na Zona Norte, aplica multas e recolhe


A Polícia Militar divulgou Noata nesta sexta-feira (10) informando que em fiscalização de trânsito pela Avenida Castro Alves, policiais militares visualizaram uma motocicleta de cor vermelha marca Honda, realizando manobras perigosas como arrancada brusca, alta velocidade, bem como de frente a fiscalização realizada por essa equipe, esse condutor levantou a motocicleta se equilibrando com uma das rodas, raspando o paralama no solo e ainda com placa traseira levantada e sem visibilidade.

Em ato continuo, esse condutor esboçou uma pequena fuga, o qual não obteve êxito, sendo abordado. Durante fiscalização, os documentos estavam em ordem, todavia foram confeccionadas autuações de realizar manobras perigosas, equilibrar-se com a motocicleta com uma das rodas e placas sem visibilidade. Medida administrativa foi a remoção ao Pátio da Ciretran.

Na entrevista prévia com esse o motociclista, esse relatou que sua motocicleta, estava com paralama traseiro raspado e quebrado, lanterna e carenagem traseira danificados indicam os condutores que realizam essas manobras perigosas.

Disse que no final da tarde de todos os dias da semana e nos finais de semana, ocorrem reunião de motocicletas pelo Jardim Manacá e estimulam outros condutores a realizarem essas manobras.

Colhidas as informações, foi realizado o patrulhamento até o local onde foram confeccionadas autuações de escapamentos irregulares “barulhentos” e remoção de mais duas motocicletas.

Com essa ação, foi preservada a vida dos condutores daquele corpo social, bem como a redução dos custos hospitalares e risco de acidentes graves, já que o tempo estava chuvoso com a via escorregadia o qual poderia trazer transtornos a incolumidade das pessoas e de seu patrimônio, e evitando que esses motociclistas ocupem leitos em hospitais, retirando das pessoas que necessitam com mais urgências

Relembrando que essas condutas dos motociclistas que incorrem em infrações de trânsito deste gênero citado, acaba posteriormente tendo um transtorno financeiro de mais de R$ 3.000,00, em autuações fora o custo do guincho e vistoria no órgão de trânsito competente.






740 visualizações0 comentário