Buscar
  • Da redação

Garoto de programa que disse ter recebido motocicleta furtada como pagamento por cliente em Marília


O garoto de programa M.R.L.N.J, de 28 anos, foi condenado pelo juiz da 1ª Vara Criminal do Fórum de Marília, Luis César Bertoncini, a cumprir 1 ano e 10 dias de prisão por receptação de motocicleta furtada. O processo é de 2012 e o rapaz ficou revel no curso da ação.

Durante patrulhamento, policiais militares notaram a moto Honda CG 125 Titan, que havia sido furtada de A.R.P estacionada entre duas árvores no quintal da rtesidência do acusado.

Ao ser abordado, o rapaz disse que tinha recebido a motocicleta em forma de pagamento por um programa sexual com um homem que ele identificou como "Mota".

Passou aos policiais, inclusive, o número de um celular que seria do cliente. Um policial ligou, mas não atenderam a ligação.

Na fase policial, uma investigadora da DIG localizou o proprietário do celular indicado pelo rapaz, mas constatou tratar-se de pessoa idômea e sem nenhuma relação com os fatos.

"Assim, não há dúvidas de que M. se utilizou de um subterfúgio a fim de tentar evitar eventuais responsabilidades do ato que praticou. E ainda que fosse verdadeira a versão apresentada pelo acusado, considerando as circunstâncias em que recebeu a motocicleta (como forma de pagamento de um programa e sem qualquer documentação), resta evidente que sabia da origem ilícita do bem", citou o magistrado. A pena de detenção foi substituída pelo pagamento de um salário mínimo. Cabe recurso à decisão.







178 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo