Buscar
  • Jcnet - Bauru

Morre motorista de caminhão que caiu em cratera aberta em rodovia na região


O motorista do caminhão que despencou na madrugada deste sábado (29) na cratera aberta pela forte chuva do último dia 10, na altura do quilômetro 258 mais 400 metros da rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Botucatu, morreu na madrugada deste domingo (1). Morador de Tupã, J.R.M., de 38 anos, estava internado em estado grave no Hospital das Clínicas (HC) da cidade.

Conforme divulgado, o acidente ocorreu por volta das 3h30, no sentido Capital-Interior, que está com as duas pistas interditadas. O motorista conduzia um caminhão com placas de Tupã carregado com mercadorias diversas quando, por razões a serem esclarecidas, avançou sobre a sinalização existente no local e caiu na cratera.

Na sequência, uma carreta apresentou problemas nos freios, também avançou sobre a sinalização, fez um "L" e quase caiu no buraco. As duas pistas sentido Capital-Interior estão interditadas desde 10 de fevereiro. Na ocasião, a tubulação que canalizava o rio Lavapés e passava sob a SP-300 não suportou o grande volume de chuva e se rompeu.

Um caminhão com placas de Porto Feliz que passava pelo local foi arrastado para dentro do rio. No fim da tarde do mesmo dia, o veículo e o corpo do motorista Epaminondas Macedo Souza, de 50 anos, foram encontrados pelos bombeiros, com o auxílio do Helicóptero Águia da Polícia Militar (PM), a cerca de um quilômetro da cratera.

Na manhã do dia 24 de fevereiro, por razões a serem apuradas, um coletivo caiu na mesma cratera. O motorista Talison Camilo da Silva Oliveira, 29 anos, que morava em Bauru e trabalhava com fretamento e excursões, ficou preso nas ferragens, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

As duas pistas no sentido Interior-Capital também chegaram a ser fechadas no último dia 10, mas foram liberadas no dia 14 pela Concessionária Rodovias do Tietê e passaram a operar como pista dupla até a praça de pedágio de Botucatu. A previsão é de que as obras de recuperação do trecho danificado sejam concluídas só no início de abril. Por conta dos acidentes, a concessionária informa ter reforçado a sinalização no local.





18 visualizações0 comentário