Buscar
  • Agências

BARRIL DE PÓLVORA: Em um mês, 12 presos e 10 funcionários morreram por causa da Covid-19 no Estado d


Também foram confirmadas as mortes de dez funcionários do sistema carcerário


O sistema carcerário paulista confirmou nesta terça-feira (19) a morte de 12 presos, em decorrência da Covid-19, em um mês. No total, outros 30 detentos testaram positivo para o vírus até o fim da tarde desta terça, quando os dados foram encaminhados ao Agora pela SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), gestão João Doria (PSDB).

A primeira morte confirmada de um preso de São Paulo foi a do detento José Iran Alves da Silva, 66 anos, há exato um mês, na Santa Casa de Sorocaba (99 km de SP).

Santos cumpria pena na penitenciária 2 Doutor Antonio de Souza Neto, em Sorocaba.

Considerando a data do primeiro falecimento , com a atualização de óbitos da SAP, é como se um presidiário morresse a cada dois dias e meio no estado, por causa da Covid-19. A pasta não confirmou onde ocorreram os outros 11 falecimentos.

AGENTE MORRE NO H.C

Faleceu vítima de covid-19 no Hospital das Clínicas de Marília, no último dia 11, o agente penitenciário Moacir Batista, 58 anos. Ele estava internado desde o final de abril, como divulgado pelo JP quando foi removido de Adamantina (onde reside) para Marília.

O estado dele piorou e foi entubado, permanecendo na U.T.I. Ele trabalhava na Penitenciária de Pracinha (uma cidade na região de Adamantina) e a esposa dele também contraiu a doença.O corpo do agente será transladado para Adamantina.







15 visualizações0 comentário