top of page
Buscar
  • JCNET

Bauru bate recorde em um dia, chega a 347 casos positivos de coronavírus e cria caos na saúde com U


Bauru teve recorde de casos da Covid-19 em 24 horas. Foram 35 novos registros, de acordo com boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (3) pela Secretaria Municipal de Saúde. Com isso, a cidade saltou de 312 para 347 confirmações da doença.

Vale ressaltar que os novos casos são aqueles notificados. Não significa, necessariamente, que todas essas pessoas contraíram a Covid-19 nessas 24 horas.

Além disso, o município, que não tinha nenhuma morte em investigação até então, contabilizou um novo óbito suspeito. Já as vítimas fatais confirmadas seguem em 15.

O número de exames descartados para o novo coronavírus também aumentou consideravelmente, indo de 860 para 892. Já as pessoas que aguardam os resultados de testes foram de 52 para 57.

A quantidade de pacientes curados teve ligeiro crescimento, variando de 218 para 227.

QUASE O DOBRO

Para se ter uma ideia, as 35 confirmações de ontem representam quase o dobro do maior volume registrado anteriormente. Em 29 de maio, boletim trouxe 18 novos casos da doença.

O prefeito Clodoaldo Gazzetta diz que conversará, nesta quinta-feira (4), com o Adolfo Lutz local para saber se a explosão de casos está proporcionalmente relacionada à ampliação de testes. "Iremos ver, nos gráficos, se esse aumento de confirmações é compatível com a ampliação de testagens. Uma coisa é você ter 100 testes e oito confirmados. Outra é ter 300 testes e 30 confirmações. Se isso ocorreu, é algo compatível. Agora, se os gráficos não mostrarem essa proporção, é algo preocupante".

UTI LOTADA

A Secretaria de Estado da Saúde informou, em nota emitida pela assessoria de comunicação, que o Hospital Estadual (HE) de Bauru atingiu 100% de ocupação dos leitos públicos para a Covid-19 nesta quarta-feira (3). Além da UTI lotada, a enfermaria também chegou bem perto da saturação: 90%. A reportagem apurou que se trata do quadro mais crítico desde o início da pandemia. A realidade alarmante reforça a urgência da abertura do Hospital das Clínicas (HC), que seria exatamente a retaguarda para uma situação dessas e que ainda está sem receber pacientes (leia mais abaixo).

De acordo com o comunicado do Estado, o HE segue com 60 leitos destinados à Covid-19, sendo 29 de UTI e 31 de enfermaria. "Hoje (ontem), as taxas de ocupação do HE chegaram a 100%, mas vale lembrar que elas variam no decorrer do dia, em virtude de fatores como altas ou transferências para leitos de enfermaria, por exemplo. Portanto, a unidade segue apta a receber e assistir pacientes", informa o texto da pasta estadual.

Além de 100% de lotação da UTI, o JC apurou, na noite desta quarta-feira (3), que a própria enfermaria estava com índices que beiravam 90% de ocupação.

Tabela divulgada pelo Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS-6), com dados atualizados até as 16h50 de ontem, davam a dimensão da situação crítica do HE, inclusive com superlotação naquele momento.

Os dados mostravam que havia 34 pacientes adultos - suspeitos ou confirmados - na UTI (de uma capacidade de 29 leitos) e 38 adultos na enfermaria (de 31 vagas possíveis).

ESTRATÉGIA

Antonio Rugolo Júnior, presidente da Famesp - entidade que faz a gestão do HE -, confirmou que foram feitas readequações internas para amenizar o índice de ocupação.

Sobre a ampliação de leitos no hospital, o Estado afirmou somente que a medida "está em análise técnica e será informada à população".

Vale lembrar que a ocupação de leitos de Covid-19 em hospitais particulares de Bauru - tanto os de UTI quanto os de enfermaria - seguem baixos.


32 visualizações0 comentário
bottom of page