Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

"OPERAÇÃO FLORESTA MAIS SEGURA": Polícia Ambiental fiscaliza e aplica mais de R$ 220 mil e


Realizada na sexta-feira (17) e no sábado (18), a Operação "Floresta Mais Segura", da Polícia Militar Ambiental, foi deflagrada em comemoração ao "Dia de Proteção às Florestas" e o "Dia do Curupira", com o emprego de 1,2 mil policiais, com apoio de 450 viaturas, em todo o Estado.

As ações foram contra o tráfico da fauna silvestre e de repreensão ao desmatamento, queimadas, extração e beneficiamento clandestino de palmito juçara.

Além do policiamento terrestre, náutico, marítimo e aéreo, a Polícia Militar Ambiental também lançou, por meio das suas redes sociais, uma campanha que visa a conscientizar a defesa das florestas, intitulada: “Curupira e a Polícia Militar Ambiental, juntos na proteção das Florestas”, que segue até o dia 31/08. Saiba como participar: bit.ly/concursocurupira

FISCALIZAÇÕES E MULTAS

Em Marília e cidades da região, a Polícia Ambiental realizou diversas fiscalizações e aplicou mais de R$ 220 mil em multas. Em Marília, uma propriedade foi multada em cerca de R$ 4 mil por infrações à legislação ambiental e danos à vegetação nativa em reserva legal. Pela região, a Polícia Ambiental também realizou diversas autuações.

VERA CRUZ

Eatendimento ao Sensoriamento Remoto da 4ª Cia PAmb, procedeu fiscalização à uma propriedade rural no município de Vera Cruz, bairro Venda Branca. Após diligência, foi constatada a intervenção, mediante pastoreio de gado, em 1,8 hectare de área de preservação permanente e em 7,43 hectares de Reserva Legal, sendo elaborados dois Autos de Infração Ambiental no valor de R$ 54.000 e R$ 37.150, respectivamente.

IACRI

Equipe de Policiamento Ambiental, em atendimento ao sensoriamento remoto da 4ª Cia PAmb, procedeu fiscalização à uma propriedade rural no município de Iacri, bairro Pilar. Após diligência, foi constatada a intervenção mediante pastoreio de gado, em 2,62 hectare de área de preservação permanente, sendo elaborado o devido Auto de Infração Ambiental no valor de R$ 78.600,00.

OURINHOS

Em fiscalização em uma Madeireira no município de Ourinhos/SP, sendo constatado um excesso de 1,96250 metros cúbico de forro lambril de cedrinho e déficit de 29,6182 metros cúbico de Madeira nativa sem licença válida o armazenamento. Diante dos fatos foram elaborados um Auto de Infração Ambiental com penalidade de advertência, por ter em depósito 1,96250 metros cúbicos de forro e outro Auto de Infração Ambiental com penalidade de multa simples, no valor de R$ 8.885,46, Por vender 29,6182 cúbicos de Madeira nativa sem licença para todo tempo de viagem. Ocorrência em andamento.

SANTA CRUZ DO RIO PARDO

Equipe de Policiamento Ambiental, realizou fiscalização na propriedade denominada Sitio A.M, no bairro da Mombuquinha, município de Santa Cruz do Rio Pardo/SP, ondo foi constato uma degradação ambiental em área correspondente a 0,029 ha, considerada de preservação permanente, mediante o uso de máquina agrícola ( trator). Diante dos fatos, foi elaborado o auto de Infração ambiental com sanção de advertência.

MARACAÍ

Em fiscalização na propriedade denominada Sítio C. bairro Barra Mansa, município de Maracaí, onde foi constatado degradação ambiental mediante o pisoteio com gado em área de preservação permanente, em uma área equivalente a 0,50 ha. Foi elaborado auto de infração ambiental no valor de R$ 2.500,00, ficando a área objeto da presente autuação embargada.

ASSIS

Na propriedade denominada Sítio N. S. A. bairro Cervinho, município de Assis, foi constatado degradação ambiental mediante o pisoteio com gado em área composta por vegetação objeto de especial preservação, em uma área equivalente a 0,58 ha . Foi elaborado auto de infração ambiental no valor de R$ 4.060,00, ficando a área objeto da presente autuação embargada.

Já em fiscalização na propriedade denominada Sítio G. bairro Água da Mata, município de Assis, onde foi constatado degradação ambiental mediante o pisoteio com gado em área composta por vegetação objeto de especial preservação, em uma área equivalente a 0,66 ha. Foi elaborado auto de infração ambiental no valor de R$ 4.620,00, ficando a área objeto da presente autuação embargada.

Em fiscalização também na propriedade denominada Sítio S. J. bairro Cervinho, município de Assis, onde foi constatado degradação ambiental mediante o pisoteio com gado em área de composta por vegetação objeto de especial preservação, em duas áreas equivalente a 4,96 ha. Foi elaborado auto de infração ambiental no valor de R$ 34.720,00, ficando as áreas objeto da presente autuação embargada.


12 visualizações0 comentário