Buscar
  • Redação

Casal preso diz que homem foi morto a pauladas porque colocou fogo na casa, na Zona Sul


O ajudante de pedreiro José Aparecido de Souza, de 42 anos e a doméstica Aparecida Giane Rodrigues Capeletto, de 44 anos, foram indiciados por homicídio ocorrido na noite desta sexta-feira (31), em Marília.

A vítima, João Batista Freitas, de 52 anos, foi morta a pauladas. Morava nos fundos da casa onde reside o casal, na Rua Bento Biancardi, no Jardim Santa Paula, na Zona Sul da cidade.

A vítima, de cerca de 56 anos, teve o rosto desfigurado e também foram observadas pedras que teriam sido atiradas no corpo. Consta no B.O que policiais militares foram acionados e ao chegarem no local encontraram José caído na calçada e um "pé de cama" junto ao corpo.

A mulher confessou o homicídio, disse que o motivo foi o fato da vítima ter colocado fogo na casa dos fundos e o companheiro dela estava tentando apagar as chamas.

Os PMs detiveram o acusado, que tinha marcas de sangue nas roupas. O casal foi conduzido à CPJ e autuado em flagrante por homicídio. Ambos tiveram que ser algemados, já que a mulher, bastante alterada, deu vários chutes no compartimento de presos da viatura.

O fogo na casa dos fundos foi combatido pelo Corpo de Bombeiros,

No final da semana passada, um rapaz de 23 anos foi morto a pauladas na Zona Norte de Marília e quatro jovens envolvidos no crime foram identificados pela DIG.









52 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Twitter - White Circle
Anuncie aqui!!!
14 99797-5612

© 2017 por "JP. Povo