Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

RELAXO: Sem fiscalização, ônibus urbanos continuam circulando lotados em Marília e colocam em risco


Moradores do Distrito de Padre Nóbrega e dos residenciais Maracá, Montana e Trieste Cavichiolli, principalmente, na Zona Norte, continuam revoltados com o descaso e relaxo da Empresa de Ônibus Grande Marília, que "atende" aquela região da cidade.

Praticamente todos os dias são ônibus lotados e muitos deles fora dos horários definidos no site da Associação Mariliense de Transporte Urbano (AMTU), que administra a divisão do monopólio do setor pelas duas empresas (Grande Marília e Sorriso de Marília).

Sem fiscalização, não há respeito pela empresa de ônibus às normas de proteção e prevenção contra o coronavírus, principalmente com a aglomeração de pessoas nas lotações dos coletivos. distanciamento de pelo menos 1,5 metro entre as pessoas.

Existe apenas um frasco de álcool em gel pendurado num dos canos verticais dos coletivos. Não há informações sobre higienização dos ônibus.

Em outras cidades, prefeituras adotaram medidas para proteção contra o coronavírus em ônibus urbanos, como obrigatoriedade de álcool em gel com pedais, higienização total dos ônibus após cada volta completada e lotação máxima de 50% da capacidade e proibição de passageiros sendo transportados em pé nos coletivos. Aqui em Marília segue a baderna e o relaxo, colocando em risco as vidas de milhares de usuários do transporte coletivo urbano, incluindo trabalhadores e idosos.

7 visualizações0 comentário