Buscar
  • Agências

Visitas presenciais nos presídios voltam a partir deste sábado. Maioria das unidades estão superlota


O governo de São Paulo autorizou a retomada das visitas presenciais na maior parte dos presídios do estado a partir deste sábado (06). Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), das 177 unidades prisionais do estado de São Paulo, 44 continuam sem acesso para pessoas externas, pois ainda existem decisões judiciais vigentes que impedem o retorno gradual.

A Penitenciária de Marília abriga atualmente cerca de 1.400 presos, mas a capacidade é de 622 detentos no regime fechado e mais 421 no regime semiaberto. Familiares reclamavam de comunicação só por cartas

Segundo a pasta, o governo paulista, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), tem trabalhado para reverter essas decisões. As visitas foram suspensas em março devido à pandemia de coronavírus.

Pela regra, neste fim de semana haverá visitas somente nos pavilhões pares e com limitação a uma pessoa por preso e somente pelo período de duas horas.

Poderão entrar visitantes de 18 a 59 anos, sendo proibidos crianças, idosos, gestantes e pessoas com sintomas gripais. As visitas íntimas também seguem suspensas e não será permitido contato físico a fim de evitar a disseminação da Covid-19.

A secretaria alerta ainda que todos os visitantes deverão usar máscaras e, logo na entrada dos presídios, terão medidas a temperatura e saturação de oxigênio. Será proibida a entrada de bolsas, mochilas, sacolas, comida, itens de higiene e roupas. Os produtos continuarão sendo enviados por correspondência.

Durante o período de restrições impostas pela pandemia, o governo do estado adotou o programa Conexão Familiar, que, em um primeiro momento, permitiu troca de mensagens por e-mail entre presos e seus parentes. Na segunda fase, foram ofertadas as visitas virtuais, realizadas remotamente. Agora, a SAP inicia o processo de contato presencial com o familiar.

As regras para as visitas foram submetidos à análise e aprovados pelo Centro de Contingência do Coronavírus, formado por médicos e especialistas da área da saúde.










3 visualizações0 comentário