Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Associação Comercial de Marília ainda não definiu horários para o Natal e aponta mistura de vendas v


O Natal deste ano será diferente em todos os sentidos. Com a maioria das lojas com atendimento presencial e virtual, as vitrines serão diferenciadas. Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luiz Martins, que espera muitas novidades e surpresas na montagem do Natal em todo o comércio. "É um momento mágico e essa magia começa pela vitrine".

A entidade ainda não definiu como será os horários de atendimento das lojas no Natal. “Estamos dependendo do anúncio do Governo do Estado, dia 16, segunda-feira”, disse Martins. Ele mantém a expectativa da manutenção do atual modelo de 10 horas de funcionamento.

Para o dirigente, as lojas terão que encontrar maneiras descontraídas e informativas sobre o uso de máscara facial, do distanciamento e da higienização constante. “As lojas terão que destacar essas questões. Na quarentena, o consumidor pisa na loja, realiza a compra exatamente do que necessita e sai. Ao chegar em casa precisa se higienizar e higienizar os itens comprados, fato que causa muito desconforto, irritação e cansaço”, lembrou. “As pessoas estão com a sensação de insegurança, falta de controle frente às incertezas, medo de adoecer e de perder as pessoas próximas, além do medo de perder os meios de subsistência”, avaliou.

COMPRA NO SITE E RETIRADA NA LOJA

A eletrônica (redes sociais) será uma aliada neste sentido. “Algumas lojas utilização o “QR Code” para informar sobre todos os detalhes do produto e da loja”, imagina Martins que acredita na opção de “click and collect” (compra no site e retira na loja), que também será bem utilizada neste final do ano.

“O propósito de uma vitrine já não está mais baseado na venda de um produto e sim em engajamento e experiência emocional - totalmente centralizado no consumidor”, explicou Martins. “É preciso transmitir a segurança suficiente que o consumidor precisa para entrar na loja”, alertou.. “Acredito numa mescla entre as vendas físicas e pela internet, e as vitrines serão uma boa ferramenta para isso”, defendeu. Ele aposta nas vendas pela internet, diante da preocupação do consumidor de sair de casa. “O lojista terá que criar e treinar o pessoal para os dois ambientes”, apontou.

O Shopping Marília criado pela plataforma de compra e venda pela associação comercial já está se preparando para as vendas do Natal, mas antes existirão as vendas do "Black Friday" agora em Novembro. “Será extensivo, ou seja, começaremos no "Black Friday" e continuaremos no Natal”, anunciou o presidente da Acim.

“Pelo site: www.marilia.dakki.com.br será possível a realização de compras das mais variadas formas e de praticamente todos os segmentos do varejo”, disse. "Estamos finalizando os detalhes em parceria com a Prefeitura de Marília e ao mesmo tempo, criando o material a ser utilizado para o Natal, depois da "Black Friday" que já está em ação”.








19 visualizações0 comentário