Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

ABUSO: pedágios em Marília e região terão novo aumento na segunda-feira. Segunda paulada em 2 meses


As praças de pedágios aqui na região de Marília terão novo reajuste a partir da próxima segunda-feira (1°). O novo aumento é de 2,91%. O novo aumento acontece exatamente dois meses após o último reajuste, em dezembro passado.

A Concessionária Entrevias, que explora os famigerados pedágios aqui na região, divulgou que o novo reajuste reestabelece o equilíbrio econômico-financeiro do contrato da concessionária em função da isenção da tarifa de pedágio sobre os eixos suspensos dos veículos de transporte, estabelecido em 30 de maio de 2018.


SETE NOVAS PRAÇAS DE PEDÁGIOS NA SP-294

As obras de construção do pedágio entre Marília e Garça, na SP-294 (próximo a Jafa) seguem a todo vapor. Não param nem nos finais de semana. Presentão de grego do nefasto governador João Doria (PSDB) para lascar com a população de Marília e região.

Marília, somando-se os pedágios na SP-333 (saídas para Lins e Assis) fica ilhada com essas nocivas explorações, assolando o transporte de carga, estudantes e coletivo, além de usuários em geral. Quem não usa as estradas também paga caro, já que os pedágios encarecem os produtos no comércio, pelos altos custos dos fretes. Serão sete novas praças de pedágios na SP-294, sendo duas entre Marília e Bauru (além desta em Jafa, outra na divisa com Piratininga) e cinco entre Marília e Panorama.

A Rodovia Marília a Bauru e até Panorama já está pronta, duplicada, com investimentos de centenas de milhões de governos anteriores. Agora, vem a exploração dos pedágios, acumulados com o IPVA.

A SP-294 foi duplicada pelo Estado, com a conclusão das obras em 2006, e até então era gerida pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) sem cobrança de tarifa.

VALORES DAS TARIFAS

As tarifas ainda serão definidas. Antes da concessão, o valor prévio estimado era de R$ 5,93 em cada sentido, por praça. Ou seja, uma viagem de ia de volta entre Bauru e Marília teria um custo de R$ 23,72 com pedágios. Contudo, o valor final ainda será definido, seguindo normas da Artesp e do governo estadual.




1.007 visualizações0 comentário