Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Acusados de jogo do bicho pedem devolução de veículos apreendidos. Justiça nega


“A apreensão dos carros, bloqueio dos bens e valores, e toda a operação deflagrada em torno do combate a prática do jogo do bico constante nos autos, revelam indícios de uma estruturada organização descoberta no âmbito da Operação Sunset, que investe na aquisição de bens como forma de dissimular a origem ilegal das grandiosas somas em dinheiro captadas pelos ora requerentes. A par disso, a investigação está em curso e diante da complexidade dos fatos em exame, a apreensão dos veículos deve ser mantida por cautela, pois persiste o interesse penal”.

Com essas justificativas, o juiz da 2ª Vara Criminal de Marília, Paulo Gustavo Ferrari, negou pedido de devolução de veículos apreendidos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Policia Civil no dia 25 de novembro do ano passado, em Marília.

AÇÃO POLICIAL

Os agentes chegaram logo cedo em Marília e com apoio da Polícia Militar, por volta das 6h, se posicionaram em frente mansões onde residem alvos da operação.

Em uma mansão no Jardim Tropical, bairro nobre na Zona Leste de Marília, foi abordado um engenheiro de 33 anos. No local os agentes apreenderam um veículo Toyota Corolla, ano 2019, placas de Marília e conduziram o engenheiro para a CPJ.

Na residência de um empresário, no Bairro Fragata, foram apreendidos um Pegeout 3008, ano 2019, placas de Marília e um VW Polo, ano 2020, placas de Marília.

Já no Jardim Ohara, na Zona Norte da cidade, os agentes do Gaeco abordaram um empresário de 37 anos e apreenderam na residência dele um Toyota Corolla, cinza, ano-modelo 2020-2021, placas de Marília.

Ainda na Operação, em um edifício na Rua Presidente Roosevelt, os agentes abordaram um agropecuarista de 61 anos. No local foram apreendidos três veículos de luxo, sendo uma Toyota Hillux, modelo 2019, placas de Vera Cruz, um Jeep Renegade Sport, ano 2018, placas de Marília e um Honda Civic, ano 2020, placas de Marília. Em uma chácara do agropecuarista, no Distrito de Rosália, foram apreendidas uma carabina e uma espingarda, além de mais de 520 munições.

Na residência de um comerciante, na Avenida Santo Antonio, foram apreendidos um Hyundai Creta, ano 2018, placas de Marília e um Toyota Corolla, ano 2016, placas de Marília.

O agentes também localizaram no local dois revólveres, um simulacro de arma de fogo e mais de duzentas munições, além de dinheiro.

MONTANTE DE CERCA DE R$ 10 MILHÕES

Quase R$ 1 milhão apreendidos em dinheiro e cheques Buscas em várias mansões, apreensões de muito dinheiro e alguns veículos de luxo. Enxame de viaturas e policiais por Marília e algumas cidades da região, como Bauru, Ibitinga, Lins, Borborema e outras cidades nos Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul. Foram apreendidos quase R$ 1 milhões em dinheiro e cheques, veículos e luxo e confiscados imóveis de alto padrão, no montante de cerca de R$ 10 milhões.

BALANÇO

Segundo balanço do Gaeco foram apreendidos R$ 300 mil em cheques, mais de R$ 500 mil em dinheiro, veículos, diversos materiais relacionados ao jogo do bicho, computadores e celulares. O Gaeco informou ainda que foi determinado o sequestro de bens dos envolvidos avaliados em mais de R$ 10 milhões e bloqueio de imóveis e carros.

ESQUEMA DE LAVAGEM

Gavetas com fundos falsos também escondiam dinheiro em mansões de milionários


Segundo as investigações, o primeiro grupo, liderado por uma família com negócios em Ibitinga e Bauru, promove a lavagem de dinheiro por meio de produções rurais dissimuladas, situadas nos estados de São Paulo e Mato Grosso, movimentando milhões de reais provenientes do jogo do bicho. Já o segundo grupo, liderado por uma das famílias de Marília, mantém diversas empresas com operações dissimuladas, além de propriedades rurais e holding patrimonial, por meio das quais promovem a lavagem de vultosa quantia proveniente do jogo do bicho.

Por fim, conforme divulgado pelo Gaeco, o terceiro grupo, liderado por outra família de Marília, promove a lavagem de dinheiro por meio de holding patrimonial que, ao longo dos anos, formou patrimônio imobiliário expressivo.




116 visualizações0 comentário