Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Adolescente que jogou bomba e matou menina de 4 anos no dia de Natal se entrega à polícia, na região


Foi apreendido em Jáu (164 quilômetros de Marília) na tarde desta terça-feira (28), o adolescente de 14 anos suspeito de arremessar a bomba que matou Aylla Manuella Ribeiro da Piedade de 4 anos. Ele disse que brincava com amigos de jogar explosivo em terreno baldio e não queria acertar a casa da garota. O caso foi registrado no dia de Natal (25) em Barretos.

O menino foi apreendido após se entregar na CPJ ao descobrir que a Justiça havia expedido mandado de detenção contra ele. O menor estava na casa de familiares em Jaú por medo de sofrer represálias após a morte da garotinha. Sua casa foi invadida por cerca de 30 pessoas e incendiada no sábado (25/12).

"Essa parte do depoimento a Polícia Civil confronta, tendo em vista que as imagens demonstram que a bomba foi arremessada em direção à casa da vítima", explica a delegada Juliana Paiva ao G1.

O adolescente, sem antecedentes, foi levado para a Delegacia da Infância e Juventude de Jaú, vai passar por audiência de custódia e aguarda vaga na Fundação Casa de Araraquara, onde ficará internado por 45 dias. Ele irá responder por ato infracional análogo a homicídio.

O CASO Os garotos brincavam com os explosivos na sexta-feira (24/12) e o acidente aconteceu no sábado (25/12) quando a bomba foi arremessada para a casa da vítima. Aylla, de 4 anos, foi atingida no peito e na nuca em seu próprio quarto. Apesar de ser socorrida, ela não resistiu e faleceu na madrugada de domingo (26/12). Seu corpo foi velado em Barretos e levado a Primavera (PA) onde foi sepultado.




190 visualizações0 comentário