Buscar
  • Fonte: G-1

"Ainda não tinha experiência", diz mãe de jovem morta em acidente de moto. Amiga segue na UTI


Rosana com a filha, Alana: "Eu pedia para ela ter cuidado"


Rosana Siqueira, mãe da jovem Alana Beatriz Siqueira Garcia que morreu em um acidente de moto na Rodovia Comandante Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília, na noite de sábado (5), contou que a vítima tinha conseguido a habilitação havia pouco tempo e estava vivendo o "melhor ano de sua vida".

Rosana mora em Marília, mas a filha vivia na casa do avô, em Pompeia , onde trabalhava em um pet shop. Alana, de 19 anos, estava sempre se deslocando de moto entre uma cidade e a outra, o que preocupava a mãe. "Eu pedia para ela ter cuidado e evitar fazer o trajeto durante a noite. Ela tinha tirado a habilitação havia um ano, ainda não tinha experiência. Ela tinha acabado de entrar na faculdade, estava namorando e muito apaixonada. Também havia conseguido um emprego novo recentemente", disse. O corpo da jovem foi enterrado em Pompeia no domingo (6). "Era uma menina cheia de vida, guerreira, batalhadora. Minha menina vai fazer muita falta. Estamos arrasados", completou a mãe. Comoção nas redes sociais A morte da jovem também causou comoção entre amigos e parentes nas redes sociais. Uma pessoa próxima a Alana escreveu: "Vai com Deus, minha linda. Obrigado por tudo. Está difícil de me conformar. Cuida de mim aí de cima, minha estrelinha. Você será sempre a minha pequena. Não deu tempo de a gente tomar nosso sorvete." Outro post diz o seguinte: "te levarei para sempre na minha memória e no meu coração. Nunca vou esquecer de quando trabalhou comigo, das palhaçadas e altos papos. Agora você virou uma estrelinha linda. Olha por todos aí de cima".

Colisão Além de Alana, outra jovem de 19 anos também estava na moto que bateu na traseira de uma carreta. Ela segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília, após ter sofrido traumatismos múltiplos. A batida aconteceu em um ponto de subida, no quilômetro 463 da rodovia, e ao menos uma das jovens teria sido atropelada por outros veículos após a queda na pista, segundo informações dos policiais que atenderam a ocorrência. A Polícia Rodoviária foi chamada até o local por volta das 19h50, com a informação de um acidente de trânsito com vítima. A equipe se deparou com uma das jovens já sem vida, com óbito atestado pelo médico da concessionária. No mesmo momento, a outra jovem era levada até o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília, onde ficou internada. A cerca de 400 metros do ponto onde a moto estava caída, os policiais localizaram o motorista da carreta envolvida no acidente. O homem, de 28 anos e com documentos de Minas Gerais, disse que parou no local apenas porque perdeu o sinal do GPS, mas, ao estacionar no acostamento, se deu conta da colisão em sua traseira. Ele disse que não escutou qualquer barulho e testou negativo para o consumo de álcool ao passar pelo teste do bafômetro.




191 visualizações0 comentário