Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Bispo de Rio Preto renuncia após escândalo com vídeo sexual vazado


Bispo Tomé com o papa Francisco: renúncia após escândalos sexuais

O bispo Tomé Ferreira da Silva renunciou ao cargo na Diocese de São José do Rio Preto . O pedido foi aceito pelo Papa Francisco e divulgado nesta quarta-feira (18) pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A renúncia do bispo ocorreu após um vídeo íntimo dele vazar nas redes sociais. As imagens, que mostram o religioso seminu e acariciando o órgão sexual em uma videochamada, viralizaram na última sexta-feira (13). Desde então, o bispo não se pronunciou sobre o caso. Em 2018, ele foi investigado por suposta omissão em casos de abuso sexuais A Diocese, informou que não vai se pronunciar sobre o caso. A reportagem também tentou entrar em contato com Dom Tomé, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem. De acordo com um comunicado publicado no site da CNBB, com a saída de Tomé Ferreira, o arcebispo de Ribeirão Preto, Moacir Silva, foi nomeado para o cargo. "A Nunciatura Apostólica informa que o Santo Padre aceitou hoje o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese de São José do Rio Preto, apresentada por S. Excia. D. Tomé Ferreira da Silva, nomeando, ao mesmo tempo, como Administrador Apostólico, o Exmo. Sr. D. Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto", diz o comunicado divulgado pela CNBB. Renúncia à CNBB Em setembro 2018, dom Tomé renunciou ao cargo vinculado à CNBB de coordenador regional da Arquidiocese de Ribeirão Preto. A renúncia ocorreu um mês após a TV TEM revelar que o Vaticano investigava o bispo por suposta omissão em casos de abuso sexuais praticados por padres da diocese. O próprio Dom Tomé teria trocado mensagens de cunho sexual com um jovem na época. Tomé entregou o cargo de representante da sub-região da arquidiocese de Ribeirão Preto durante reunião com os bispos das dioceses de Barretos, Catanduva, Jales e Votuporanga, que estavam subordinados ao bispo de Rio Preto. Ele foi eleito coordenador regional em 2015 para um mandato de quatro anos. Na época, o bispo de Barretos, dom Milton Kenan Júnior, assumiu o comando da regional no lugar de Tomé. Investigado pelo Vaticano Em 2018, a Igreja Católica enviou um representante a Rio Preto para uma investigação sigilosa de denúncias de abusos sexuais que teriam ocorrido na diocese, administrada pelo bispo Tomé Ferreira da Silva. A apuração do Vaticano envolveu denúncias de uma suposta omissão de dom Tomé em relação às denúncias de abuso sexual praticado por padres. O representante indicado pelo Vaticano foi dom José Negri, bispo da Diocese Santo Amaro e amigo pessoal do Papa Francisco.

O bispo está nu 1 Um vídeo em que o bispo da Diocese de Rio Preto, dom Tomé Ferreira da Silva, acaricia o próprio corpo caiu como uma bomba nos grupos de Whatsapp e redes sociais nesta sexta-feira (13). As imagens viralizaram e o religioso, principal líder da Igreja Católica na região, virou o protagonista de um grande escândalo de cunho sexual. O bispo está nu 2 Duas versões do material foram esparramadas pelos grupos: uma editada, mostrando que houve um trabalho com claro interesse de expor dom Tomé. E outra composta por vários trechos brutos. O DLNews teve acesso aos dois materiais na manhã desta sexta-feira (13). O bispo confirmou com pessoas do seu entorno que é ele mesmo quem aparece nas imagens da videoconferência, em que se exibia nu para alguém do outro lado da tela numa "conversa” virtual. O bispo está nu 3 Coincidência ou não, o vídeo que expõe dom Tomé em situação constrangedora foi pulverizado nas redes e grupos virtuais no mesmo dia em que ele decidiu abrir exceção em sua habitual reclusão, sempre refratário a agendas com políticos, para receber o pré-candidato do PSOL ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos, que também teve à sua disposição os microfones da rádio Interativa. O bispo está nu 4 Mas essa não é a primeira vez que o bispo é exposto de forma um tanto controversa. Desde que chegou em Rio Preto, em substituição a dom Paulo Peixoto, em 2012, ele vem encontrando dura resistência de alguns setores de seu rebanho, em especial de padres e fieis alinhados a movimentos mais tradicionais e conservadores. Nudez castigada? O DLNews apurou junto a alguns nomes de influentes dentro da Igreja em Rio Preto que a permanência dele na Diocese de Rio Preto, com este escândalo, se torna improvável. Num dos grupos de Whatsapp em que o vídeo foi postado, há ampla discussão sobre o caso. Mas até frequentadores mais alinhados ao bispo já começam a dizer que não tem mais clima para ele. Superstição é bobagem No dia em que o vídeo vazou, dom Tomé publicou áudio no site dele falando sobre superstição, em razão da sexta-feira, 13 de agosto. "Você é supersticioso? Eu não sou. Mas hoje é sexta-feira 13, mês de agosto. Superstição é bobagem", afirmou o bispo, na homilia online. Uma só carne Depois, dom Tomé passou a falar inspirado na Bíblia: "Evangelho, segundo São Mateus, capítulo 19". E especificou os versículos 5 e 6. "E Jesus disse: o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher e os dois serão uma só carne, de modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separa." Amor fiel Sacramento do matrimônio, que nós chamamos de casamento - continuou o bispo - institui uma unidade indissolúvel entre o esposo e a esposa. O Evangelho chama os casais a uma fidelidade amorosa e ao mesmo tempo a um amor fiel. "A grande maioria não casa mais, nem no civil. Precisamos ajudar os nossos jovens a conhecer o sacramento do matrimônio", pregou.



133 visualizações0 comentário