Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Bolsonaro vai antecipar o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 600 e dobrar o vale-gás


Auxílio Brasil: Governo Bolsonaro pretende antecipar pagamentos do benefício e valor de R$ 600 será repassado a partir do dia 9 de agosto

O cronograma de pagamento do Auxílio Brasil deve ser mudado pelo governo de forma definitiva, onde os pagamentos passarão a serem feitos na primeira quinzena de cada mês. Atualmente os pagamentos são feitos nos últimos 10 dias de cada mês. Com isso o governo pretende começar a realizar o pagamento dos novos benefícios no dia 9 de agosto. Outra mudança importante é a respeito do valor do benefício que passará de R$ 400 para R$ 600. O Auxílio, que atendia 18 milhões de famílias carentes, passará a atender cerca de 20 milhões de famílias.

Outra boa novidade anunciada é que o vale-gás, criado pelo governo Bolsonaro, passará de R$ 51 para R$ 105 e será pago a cada dois meses, beneficiando milhões de famílias de baixa renda. BENEFÍCIOS PARA O POVO Todas essas mudanças citadas no tópico acima foram mudanças aprovadas na PEC aprovada na Câmara, que autoriza o governo a gastar R$ 41,2 bilhões para conceder benefícios aos menos favorecidos. “Juntamente com o Parlamento, aprovamos o Auxílio Emergencial. Auxílio esse que atendeu no final das contas a 68 milhões de pessoas. O gasto em 2020 equivaleu a 15 anos de Bolsa Família. É um governo que, juntamente com o Parlamento brasileiro, teve olhar todo especial para esses mais vulneráveis”, disse Bolsonaro. O presidente seguiu dizendo “A satisfação de visitar o nosso Nordeste é excelente, excepcional. Um carinho inigualável desse povo maravilhoso do nosso Nordeste. Com a chegada da água naquela região, prometida há tanto tempo, reconhecemos cada vez mais que somos realmente bem-vindos.” BENEFÍCIOS APROVADOS

  • Cria um auxílio de R$ 1.000 a caminhoneiros

  • Auxílio gasolina para taxistas

  • Aumento do valor do vale-gás para cerca de R$ 105 a cada dois meses

  • Assistência de R$ 2,5 bilhões até 31 de dezembro de 2022 para auxiliar o custeio do direito da gratuidade aos idosos no transporte público coletivo urbano, semiurbano e metropolitano prevista no Estatuto do Idoso

  • Auxílio para estados que outorgarem créditos tributários do ICMS para produtores e distribuidores de etanol hidratado, com verba total prevista de R$ 3,8 bilhões.




39 visualizações0 comentário