Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Câmara de Marília rejeita pedido de abertura de C.P e cassação do prefeito Daniel Alonso


Em votação na sessão ordinária desta segunda=feira (21), a Câmara de Marília rejeitou a abertura de Comissão Processante para cassação do mandato do prefeito Daniel Alonso (PSDB). Três vereadores estiveram ausentes na sessão: Marcos Rezende (PSD), Marcos Custódio (Podemos) e Daniela Alves (PL). Todos apresentaram atestado médico para justificar as ausências.

Eram necessários cinco votos entre os oito vereadores com direito a voto. Féfin esteve impedido de votar. Apenas o vereador Eduardo Nascimento votou a favor do pedido de abertura da C.P contra o prefeito.

O pedido de abertura da CP foi protocolado pelo vereador Júnior Féfin (PSL), na manhã de hoje na secretaria da Câmara.

O parlamentar anexou ao pedido uma série de recortes e prints de matérias em sites, jornais e redes sociais, apontando problemas espalhados pela cidade. O material, distribuído em 93 páginas, envolve ainda teor de requerimentos de vereadores direcionados à Prefeitura, cobrando soluções para problemas de ordem administrativa e urbanística na cidade.

Promessas de campanha eleitoral do prefeito também foram juntadas no pedido de Comissão Processante protocolado pelo vereador, além de recortes de denúncias contra assessores de alto escalão da Prefeitura.

VOTAÇÃO

Após uma hora e quinze minutos de leitura pelo secretário da Mesa Diretora, vereador Júnior Moraes ("estou até rouco", disse ele ao final da leitura), das 93 páginas do documento protocolado por Féfin, conforme determina o Regimento Interno da Câmara, o pedido de abertura de C.P contra o prefeito foi colocado em votação.

O vereador Júnior Féfin ficou impedido de votar, por ser autor do pedido da C.P. O suplente dele, Luciano Fontana, não foi convocado para a sessão.


VOTOU A FAVOR DO PEDIDO

Eduardo Nascimento (PSDB)

VOTARAM CONTRA O PEDIDO

Evandro Galete (PSDB)

Júnior Moraes (PL)

Rogerinho (PP)

Ivan Negão (PSB)

Vânia Ramos (Republicanos)

Luiz Eduardo Nardi (Podemos)

O vereador Danilo da Saúde se ausentou no momento da votação. O JP tentou contato com ele e assessoria, mas as ligações caíram na caixa postal.


NOTA OFICIAL DO PREFEITO DANIEL ALONSO

"A JUSTIÇA SENDO FEITA.

Na noite dessa segunda-feira (21), de forma sábia a Câmara de Marília afastou o pedido politiqueiro do vereador Junior Féfin que solicitava abertura de Comissão Processante contra o Prefeito Daniel Alonso alegando ineficiência de gestão.

Ocorre que o nobre edil se esqueceu que em dezembro do ano passado o próprio Daniel Alonso foi eleito o melhor Prefeito do Estado de São Paulo em gestão eficiente frente a Prefeitura de Marília.

O pedido de cassação do Prefeito de Marilia é inocuo, fundado em sentimento de politicagem, subjetivismo irresponsável, falácias e denúncias vazias de whatsapp e facebook, ou seja, fake news.

Prefeito Daniel Alonso"















178 visualizações0 comentário