Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Câmara realiza hoje Audiência Pública para debater os rolos da Zona Azul digital, que segue suspensa


Vereador Rogerinho convocou a Audiência Pública com a Rizzo Park, na Câmara

O rolo que virou o sistema digital de estacionamento da Zona Azul em Marília, operado a partir de agosto do ano passado e suspenso há duas semanas pela Prefeitura, será tema de Audiência Pública na manhã desta quarta-feira (9), no plenário da Câmara Municipal.

A Audiência Pública, onde vereadores e populares podem fazer questionamentos aos convocados, foi solicitada pelo vereador Rogerinho (PP)e direcionada aos responsáveis pela Rizzo Park, empresa de Indaiatuba (408 quilômetros de Marília) que venceu em março do ano passado a licitação para operar o sistema.

Os debates na Câmara ocorrem após série de falhas, denúncias de abusos e reclamações de usuários, especialmente sobre a tal cobrança de R$ 20 de usuários que eram notificados por falta de ticket na vaga de estacionamento.

A "vítima" tinha até 48h para ir até a sede da empresa (localizada na Avenida Rio Branco) e desembolsar os R$ 20, para não receber a multa de trânsito por estacionamento irregular.

O valor deveria ser reembolsado sob forma de "antecipação de pagamento de 10 tarifas oficiais para utilização no próprio sistema". Um rolo que ninguém conseguia entender. Na prática, nenhum usuário ainda foi reembolsado.

"A população, os usuários do sistema badernado, já não aguentavam mais tanta exploração. Os tais totens eletrônicos não funcionavam, apenas o "carro radar" da Rizzo e as notificações para pagar os R$ 20 na sede da empresa. Tarifas caras e uma situação insuportável", lembra o vereador Rogerinho.

Uma Sindicância foi aberta pela Corregedoria Geral do Município para investigar a atuação da empresa, agrupando denúncias encaminhadas e apontadas em relatórios da Emdurb (órgão gestor da Zona Azul), incluindo praticas abusivas da Rizzo Park. O preço das tarifas era de R$ 2 (uma hora) e R$ 4 (duas horas).

NOTA DA RIZZO PARK

"Em pesquisa de opinião realizada em janeiro último, constatamos 78% de aprovação dos usuários. Nossos atendimentos periódicos chegam a quase 100 mil pessoas e as reclamações não representam nem 1% da totalidade.

Inclusive, temos toda essa pesquisa documentada, caso haja necessidade de consulta.

Temos 48 funcionários em Marília e investimentos de quase R$ 3 milhões na cidade. Sempre priorizamos a contratação de mão de obra local e a devolutiva de serviços públicos de qualidade aos municípios que atendemos.

Assim como todos os órgãos de imprensa, queremos o melhor para as cidades onde trabalhamos.

Desta forma, destacamos o papel da Rizzo Parking para a geração de empregos e organização dos espaços urbanos com o máximo de empenho e transparência".





78 visualizações0 comentário