Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Campanha cresce e Juliano da Campestre tem chances reais de ser eleito deputado federal


Juliano da Campestre tem onda de engajamento nas redes sociais, boa receptividade nas ruas e vem conquistando apoios de peso para ser o representante da região em Brasília


Com menos de 10 dias para as eleições, Juliano da Campestre já é um forte candidato para vencer a eleição de deputado federal e ser o representante de Marília e região em Brasília. Comunicador bem-sucedido, com experiência em TV e rádio, ele tem tido sucesso em adaptar a linguagem para as redes sociais e colhe os frutos.

Com vídeo que atingiu 40 mil pessoas no TikTok, diversos reels e posts “bombados” no

Facebook e Instagram, Juliano da Campestre já alcançou mais de 2 milhões de pessoas nos últimos 30 dias. “E é algo que se retroalimenta. Nossa campanha é simples, não temos os milhões de outros candidatos, então sempre focamos na rua, onde graças a Deus e ao carinho dos amigos de Marília, Garça, Vera Cruz, Pompeia, Lupércio e tantas outras cidades, somos fortes. Aí essa campanha vai para o digital que melhora ainda mais o clima na rua e a gente sente que há esse desejo forte nessas cidades de ter um Deputado Federal daqui”, analisa Juliano.

JULIANO REPRESENTA CONQUISTAS PARA MARÍLIA E REGIÃO

Marília e região estão sem representante em Brasília há mais de 10 anos. Segundo Juliano, isto prejudica o desenvolvimento da cidade, que deixou de contar com recursos de emendas e convênios do governo federal. Ele defende sua candidatura para dar solução a este problema conquistando para a Alta Paulista uma das 70 cadeiras destinadas a Deputados Federais por São Paulo. Entre seus apoiadores já estão nomes importantes e queridos na região como o do Dr. Francisco Agostinho Jr., do projeto Amor de Criança, o empresário Silvano Luna da Cacau Foods Brasil e diversos políticos.

“Em 2018 a Joice Hasselman, por exemplo, veio aqui, levou 7.454 votos de Marília, foi eleita com mais de 1 milhão de votos, depois traiu o Bolsonaro e por Marília mesmo não fez nada. Coloquei minha candidatura pra brigar por esses votos que nas últimas eleições temos deixado ir para candidatos ‘famosos’ de fora, que só aparecem de 4 em 4 anos, e votos que podem fazer a diferença para eleger um Federal daqui”, comentou.

Juliano acompanha trabalho de produtores rurais e tem projetos de apoio para eles

JULIANO É DAQUI

Juliano é mariliense, formado em Vera Cruz, com trajetória profissional muito ligada também a Garça e com amigos e ouvintes em toda a região. “Nossa rádio chega bem e é bastante ouvida em 40 cidades. E rádio tem essa coisa de criar uma intimidade entre o comunicador e o ouvinte. A gente sente que cria amigos mesmo. Estou afastado da Campestre desde junho, por causa dos prazos da Justiça Eleitoral, mas aproveitei esse tempo pra visitar esses amigos, ver pessoas que só conheciam nossa voz e olha, tá sendo

muito bom. A gente gosta disso, gosto de conversar, de ouvir, de apertar a mão, olhar no olho e saber de que forma posso ajudar como deputado federal. Hoje eu sei bem, tenho uma lista de coisas pelas quais vou lutar, muitos projetos, pronto pra ir para cima”, acrescentou.

Juliano coordena abertura de estrada alternativa para livrar motoristas dos pedágios

LUTA CONTRA A EXPLORAÇÃO DOS PEDÁGIOS

Nos últimos tempos, Juliano se notabilizou como o inimigo número 1 dos pedágios implantados no Estado pelo ex-governador João Dória. Marília que foi especialmente prejudicada pelas concessões, passou a ser palco da briga do comunicador com a empresa

dos pedágios. “Não tinha a menor chance de eu ficar omisso nessa situação. Cercaram Marília. Se andar 20 quilômetros em qualquer direção encontra um pedágio. E isso pesa no bolso do cidadão como uma bola de neve, porque além de perder dinheiro no pedágio ele perde dinheiro com a inflação da comida, do frete. Minha briga é pelos trabalhadores que se deslocam entre cidades, é pelos pequenos produtores que estão falindo por causa do pedágio. Como cidadão briguei pelas rotas alternativas. Como Deputado a solução serão as vicinais asfaltadas com recursos do Governo Federal ligando as cidades. Vicinais para a população dos Municípios vizinhos, rodovia para transporte comercial e turismo. Vamos criar a Frente Parlamentar contra o abuso dos pedágios e resolver isso. Dá pra fazer e nós vamos fazer”, resumiu.

PROJETOS E PROPOSTAS DE TRABALHO

Mas a luta contra os pedágios está longe de ser a única plataforma do candidato, que tem propostas bem elaboradas sobre Educação, Saúde, Segurança e até Energia Solar. “Temos projeto para nossas empresas darem saltos de produtividade e nossas cidades crescerem como nunca. Com jovens profissionais bem formados e com maior oferta de profissionais de tecnologia qualificados, nossa região e São Paulo avançarão mais. Vamos trazer o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia para Marília dentro do projeto do Parque Tecnológico Regional. Alguns dos cursos de graduação da Universidade Federal de Tecnologia são: Engenharia Aeronáutica, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Biossistemas, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Energias Renováveis, Engenharia Eletrônica, Ciências da Computação e Sistemas de Informação. Sou filho da classe trabalhadora. Graças ao esforço dos meus pais e ao colégio agrícola de Vera Cruz consegui me formar e dei uma guinada na minha vida. Quero que os jovens de hoje tenham ainda mais oportunidades do que as que eu tive e que consigam alcançar seus objetivos. Sobre a energia solar, temos esse dado de que os prédios públicos podem economizar até 90% dos custos com a instalação desse sistema. Então já tenho planejado enviar uma emenda parlamentar para a Maternidade Gota de Leite para um projeto de energia solar que permitirá uma economia de R$ 40 mil por mês para a entidade. Um dinheiro que poderá ser reinvestido no bem-estar e no conforto das mamães e dos bebês que nascem todo dia na cidade e na região”.

JULIANO É DA NOSSA TERRA

Na última eleição para deputado federal em Marília foram 60 mil votos perdidos para abstenções, brancos ou nulos, mais do que o suficiente para eleger um Federal daqui.

Foram também quase 30 mil votos de marilienses para candidatos de fora que não trouxeram um único real para nossa região.

Ao contrário do que muitos podem pensar, não são necessários centenas de milhares de votos para eleger um deputado federal.

Em 2018 houve deputados federais eleitos com 31 mil votos, 40 mil ou 50 mil votos.

“Como cidadão, fico indignado quando vejo deputado federal que gastou quase 7 milhões de cota parlamentar e de verba de gabinete, não fez nada de relevante nesses últimos 4 anos no Congresso, chegar agora e querer o nosso voto para continuar. Não dá!

Outra coisa que incomoda são os candidatos de fora com suas campanhas de R$ 2,5 milhões tentando levar os votos dos cidadãos daqui só na base do marketing. Campanhas milionárias com o dinheiro do contribuinte, enganando o eleitor. Vamos ganhar deles com garra, na raça mesmo, na simplicidade, firmando compromisso com as pessoas que conhecem a gente e sabem que vão poder cobrar depois. Estamos animados. O clima é muito favorável!”, concluiu Juliano da Campestre.

Juliano com a prefeita de Pompeia, Tina Escorce



Juliano tem compromisso de apoio à Apae e outras entidades assistenciais



Juliano está com o ministro de Bolsonaro, astronauta Marcos Pontes





286 visualizações0 comentário