top of page
Buscar
  • Foto do escritor J. POVO- MARÍLIA

CHUMBO NOS POBRES: Governo corta o pagamento de 13° no Bolsa Família


Mais uma paulada do governo Lula nas famílias de baixa renda. O pagamento de 13º não faz parte do Bolsa Família e não será realizado em 2023, conforme o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, já havia afirmado.

A decisão de não incluir no programa a parcela extra, deve-se ao fato de o benefício ser parte de uma política de transferência de renda, e não uma remuneração salarial, decorrente do trabalho formal.

"Como o nome diz, é uma bolsa: Bolsa Família. Ela não é um contrato de salário, de remuneração, nem na lógica do setor público nem na lógica do empregado do setor privado", explicou o ministro.

Ele diz que a parcela paga no de governo de Jair Bolsonaro, foi resultado de uma estratégia política.

Apesar de parlamentares da oposição pedirem que a atual gestão adicione a parcela extra ao programa, o ministro diz que o objetivo do governo é proporcionar geração de emprego e renda para que a população tenha acesso a direitos trabalhistas, como o 13º salário.

"Teremos a oportunidade de trabalhar o ponto principal, que é a inclusão socioeconômica. O objetivo maior é abrir oportunidades, pelo emprego e pelo empreendedorismo, para que se tenha condição de renda. Aí, quem alcançar a condição de emprego vai ter salário, 13º, férias, vai ter tudo o que é previsto para o mundo do trabalho."

Questionado sobre possíveis alterações na MP (medida provisória) que tramita no Congresso, Dias afirma que o importante é manter os "principais eixos" do texto.



187 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page