Buscar
  • J. POVO- MARÍLIA

Cidades da região já somam 23 casos da cepa de Manaus


Pelo menos 23 casos da variante do coronavírus (cepa de Manaus) foram confirmados em cidades das regiões de Marília e Bauru. Nesta última cidade, foram confirmados três casos da cepa de Manaus, a partir de análises feitas pelo Instituto Adolfo Lutz.

Foram reportados pela Secretaria da Saúde de São Paulo, além dos casos de Bauru, outros 35 casos autóctones da cepa: 1 na Capital; 10 em Jaú; 12 em Araraquara; 4 em Lençóis Paulista, 3 em Lins, 1 em Pederneiras, 2 em São José dos Campos, 1 em Bocaina, 1 em Dois Córregos. De Bauru, foram enviadas 50 amostras ao Adolfo Lutz.

Há também 6 confirmações da cepa britânica (5 na Capital e 1 em Guarulhos). Como já está confirmada a presença de ambas as variantes no território, a contabilização passa a ser de autóctones.

INVESTIGAÇÃO DOS CASOS

A confirmação de variantes ocorre por meio de sequenciamentos genéticos realizados por laboratórios como o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Soma-se a isso o trabalho de Vigilância Epidemiológica para investigação dos casos, como históricos de viagens e contatos. Esta identificação contribui para as estratégias de vigilância, não sendo necessário do ponto de vista técnico e científico sequenciamentos individualizados uma vez confirmada a circulação local da variante, como já ocorre com a britânica e a amazonense.

Até o momento, não há comprovações científicas de que sejam variantes mais transmissíveis ou provoquem quadros mais graves, nem evidências referentes à capacidade de resposta imune das vacinas disponíveis. Pesquisadores em todo o mundo estudam o comportamento da pandemia e as mutações do vírus (SARS-CoV-2).

Assim, as mesmas medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que é obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra Covid-19, respeitando-se o cronograma e os públicos-alvo vigentes, conforme estabelecido pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações) e pelo PEI (Plano Estadual de Imunização) do Governo de São Paulo.


80 visualizações0 comentário